outubro 5, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Europa impõe sanções à Rússia por causa da crise na Ucrânia e coordena pressão com os Estados Unidos

Europa impõe sanções à Rússia por causa da crise na Ucrânia e coordena pressão com os Estados Unidos

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que as forças russas em toda a Ucrânia ainda estão em posição para uma invasão em larga escala da Ucrânia sem aviso, depois que representantes da Otan se reuniram na terça-feira com autoridades ucranianas. “Todas as indicações são de que a Rússia continua planejando um ataque em larga escala à Ucrânia”, disse ele, acrescentando: “Nunca é tarde demais para não lançar um ataque”.

Se Putin enviar tropas além da linha de comunicação, “acho que esse é o preço total das sanções europeias”, disse ele. Natalie TucciDiretor do Instituto de Assuntos Internacionais da Itália. “Mas se ele se ater apenas aos territórios ocupados, provavelmente haverá um debate longo e divisivo.”

A Sra. Tucci acrescentou que a UE não pode se dar ao luxo de não chegar a um acordo. Portanto, se Putin não for mais longe agora, é possível que mesmo a Polônia e os países bálticos, apesar de suas fortes opiniões sobre punir o Kremlin dura e rapidamente, aceitem um conjunto parcial de sanções, assim como a Hungria, que é mais profissional. – A Rússia, mas sempre aceitou sanções contra Moscou, mesmo reclamando.

“A ironia da situação é que quanto pior for para a Ucrânia, mais fácil será para nós ficarmos juntos”, disse Tucci.

“O pacote de sanções da UE foi cuidadosamente compilado para evitar divisões”, disse ele. Emre Baker, o diretor europeu do Eurasia Group, uma empresa de consultoria de risco. “Avançar rapidamente para o primeiro conjunto de medidas direcionadas ajudará a reforçar a unidade, enquanto abre caminho para medidas mais substantivas com sanções subsequentes”.

READ  Mulher russa por trás de protesto de guerra escapa de prisão domiciliar | Rússia

O que o bloco concordou até agora é um conjunto parcial de sanções, principalmente ligadas ao reconhecimento russo de enclaves separatistas. As sanções não incluem itens importantes, como empresas de energia russas, que agora serão mais controversas entre os estados membros com dependência variável de gás natural e petróleo russos.

As sanções visam 27 indivíduos e entidades, incluindo organizações políticas, militares, comerciais e financeiras, bem como “propagandaistas” associados à decisão de reconhecimento.