Coruche – Trabalhadores da Amorim e Irmão em luta contra horário diário de 12 horas

em Economia

O secretário- geral da CGTP-IN, Arménio Carlos esteve presente no plenário de trabalhadores da fábrica da Amorim e Irmãos em Coruche, e valorizou a unidade dos trabalhadores incentivando a que não deixem de lutar pelos seus direitos. Reunido em plenários, os trabalhadores da empresa Amorim e Irmãos em Coruche decidiram apoiar o Sindicato da Construção e Madeiras do Sul na recolha de assinaturas para um abaixo-assinado que demonstra o seu descontentamento com a intenção da gerência em aplicar um horário diário de 12 horas de trabalho.

Ficou comprovado nos plenários realizados que a generalidade dos trabalhadores não é favorável à alteração de horário de trabalho, sendo reconhecido pelos mesmos que a proposta da empresa visa reduzir o pagamento de trabalho suplementar em detrimento do direito de conciliação da vida profissional com a vida pessoal e da saúde dos trabalhadores que certamente será afectada pela penosidade dos horários agora propostos.

O abaixo-assinado contou nas primeiras 24h com mais de 50 assinaturas recolhidas, comprovando-se a unidade dos trabalhadores em torno da defesa dos seus horários de trabalho.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Economia

0 0.00
Ir para Topo