Santarém – Fogo chamuscou paredes do Centro Escolar Salgueiro Maia e assustou moradores da cidade (Fotos)

em Últimas

 

Um incêndio numa zona de mato e canavial chegou a chamuscar as paredes do centro escolar Salgueiro Maia no Jardim de Baixo, causou enorme preocupação aos moradores das urbanizações desta zona da cidade.

O incêndio deflagrou no sábado, cerca das 18h30, numa zona de mato nas traseiras do centro escolar, e rapidamente alastrou, com o vento e o calor, à zona do Alto do Bexiga, onde centenas de pessoas saíram das suas casas assustadas com a aproximação das chamas.

O incêndio foi rapidamente dominado pelos cerca de 50 bombeiros apoiados por 14 viaturas das corporações de Santarém e concelhos vizinhos.

No rescaldo, foram muitos os moradores que fizeram sentir o seu descontentamento com a falta de resposta da Câmara aos inúmeros pedidos para que seja feita uma limpeza dos terrenos junto aos prédios e arruamentos. “O nosso receio era precisamente que acontecesse um incêndio junto às nossas casas, mas felizmente que só ardeu um armazém desocupado”, comenta-nos um morador do Jardim de Baixo.

Já em 212, pouco depois da inauguração do Centro Escolar Salgueiro Maia, o ex-presidente da Junta de Salvador, José Clemente Pereira, chamava a atenção da Câmara, na comunicação social local, para o perigo de incêndio junto ao Centro Escolar Salgueiro Maia Santarém. “Existe um paiol no centro dos aglomerados populacionais do Alto do Bexiga e Jardim de Cima”, advertia o antigo autarca, perante a indiferença da autarquia.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*