Abril 13, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Uber concorda em pagar US$ 178 milhões a taxistas na Austrália

Uber concorda em pagar US$ 178 milhões a taxistas na Austrália

  • Escrito por Peter Hoskins
  • Repórter de negócios

Fonte da imagem, Imagens Getty

A Uber concordou em pagar A$ 271,8 milhões ($ 178,3 milhões; £ 140 milhões) para resolver uma ação judicial na Austrália, de acordo com um escritório de advocacia para operadores e motoristas de táxi.

Os advogados de Maurice Blackburn entraram com a ação coletiva em nome de mais de 8.000 proprietários e motoristas de táxis e locadoras de veículos.

O caso alegou que eles perderam sua renda quando o gigante do transporte privado se mudou “agressivamente” para o país.

“O Uber lutou com unhas e dentes em todos os pontos do caminho”, disse o escritório de advocacia.

“Desde 2018, a Uber fez contribuições significativas para vários planos nacionais de compensação de táxis e, com o acordo proposto hoje, colocamos esses casos herdados firmemente em nosso passado.” Uber disse em um comunicado.

A empresa não divulgou o tamanho do acordo proposto.

Ela acrescentou: “Seria inapropriado comentar os detalhes até que o acordo seja finalizado e o acordo seja divulgado ao tribunal”.

A ação coletiva foi movida contra a Uber em 2019 na Suprema Corte do estado australiano de Victoria.

Michael Donnelly, principal advogado de Maurice Blackburn, disse: “Este caso teve sucesso onde tantos outros falharam. Em Victoria, Queensland e Austrália Ocidental, casos foram movidos contra governos e todos falharam.”

“O que os membros do nosso grupo pediram não foi outro conjunto de desculpas – mas um resultado – e hoje entregamos-lhes”, acrescentou.

Antes de qualquer indemnização poder ser paga, o tribunal ainda precisa de aprovar o acordo proposto como sendo do melhor interesse dos membros do grupo.

Ao longo dos anos, enfrentou protestos de motoristas de táxi em cidades de todo o mundo.

Em dezembro de 2023, a empresa venceu uma ação movida contra ela por 2.500 taxistas na França.

Um tribunal comercial de Paris decidiu que a Uber não cometeu concorrência desleal.

Os motoristas de táxi pediam 455 milhões de euros (495,4 milhões de dólares; 389 milhões de libras).