dezembro 9, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

‘Três vezes o tamanho da nossa casa’: Ver surfistas surfando nas ondas monstruosas de Portugal | Férias de surf

BViajar por uma paisagem é um negócio arriscado. Quantas pessoas planejam uma viagem para ver a aurora boreal, esperando ver a natureza em sua forma mais dramática, bela e extraordinária, apenas para voltar para casa decepcionada?

Nos últimos anos, as gigantescas ondas do Atlântico de Nazaré foram adicionadas às listas de eventos sazonais dos viajantes. A cidade costeira portuguesa é o lugar perfeito para ver gigantes gigantes de água branca que se elevam 5.000 metros abaixo do maior e mais profundo cânion subaquático da Europa.

De novembro a março, a cidade se torna um ímã para surfistas de ondas grandes, um grupo incomum de homens e mulheres que são rebocados até a crista de uma onda por um parceiro de jetski, arremessados ​​de bruços. Como amantes do mar de longa data que passaram inúmeras férias em Croyde e Newquay, meu parceiro e eu não pudemos resistir à chance de ver alguém surfar três vezes a altura (a 50 mph) da nossa casa. Fuga para Portugal em pleno inverno.

Um surfista experiente esculpe uma linha em uma das ondas gigantes de Nazaré. Foto: André Carvalho

A partir do momento em que reservamos nossa viagem, monitoramos Guru do Vento, esperando a combinação certa de swell e vento para impulsionar grandes volumes de água para fora do cânion. Gostaria de saber o que mais há para fazer em Nazaré em fevereiro, especialmente se o mar estiver calmo. Vamos acampar numa cidade que hiberna nos meses frios à espera dos primeiros turistas da primavera?

Era só céu azul e sol quando chegámos a Lisboa, depois de dois dias a explorar a pé, inspirados por muitos ColarD é fita, pegamos as estradas vazias para a viagem de duas horas para o norte. Quando chegamos à Nazaré, seguimos direto para o centro histórico, o Sítio, um morro de 300 metros de altura que separa as águas calmas da Praia de Nazaré das extensões turbulentas da Praia do Norte. É uma ótima visão para assistir as ondas de monstros rolando.

Felizmente, cronometramos nossa visita para coincidir com um swell tão grande que os profissionais do surf decidiram sediar o Nazaré do Challenge durante a nossa estadia. Tanto para uma cidade fora de temporada. No caminho para o promontório, paramos no Sítio para ver foodtrucks pop-up, vans de TV zumbindo e dezenas de espectadores – muitos com câmeras sérias – indo em direção ao farol.

Nada te prepara para aquele primeiro vislumbre da Praia do Norte. É uma praia larga – uma ampla curva de areia, com água branca correndo de vários ângulos, colidindo com ela mesma, batendo contra a costa e espumando. As ondas são realmente de tirar o fôlego – enormes e brilhantes paredes de água sobem e caem, depois se enrolam sobre si mesmas, enchendo o ar ao nosso redor com um rugido profundo e trêmulo e uma névoa de neblina.

Praia dourada e terreno rochoso.
Praia da Nazaré, a sul do Sítio Promontório. Foto: Tetyana Kochneva/Alamy

No nosso primeiro dia estavam com 10 ou 12 metros de altura – feijão pequeno para Nazaré, mas muito bonito para nós. Após cerca de uma hora de passeios turísticos, caminhamos 10 minutos para o interior até a movimentada praça do Sítio, com suas casas caiadas de branco e telas widescreen. Pegamos a última mesa Gaza Pires, um restaurante pequeno e discreto em frente à grande catedral da cidade. Sardinhas frescas vêm com batatas fritas caseiras e pilhas de salada; Ao nosso redor, famílias e grupos de amigos se divertem em travessas de peixe fresco e passam um bom vinho.

O nosso hotel fica a sul, na parte principal da Nazaré. É um longo trecho de casas baixas e lojas ao longo da ampla Praia da Nazaré. Durante o verão, a praia atrai visitantes portugueses que vêm pelos hectares de areia e mar calmo e límpido. Mesmo na baixa temporada, lojas de souvenirs e sorveterias A frente é movimentada e cheia de restaurantes. É só quando saímos à noite que parece um pouco deserto, com muitos dos restaurantes quase vazios no emaranhado de ruelas atrás da praia.

Surfar as grandes ondas da Nazaré
Surfar as grandes ondas da Nazaré. Foto: André Carvalho

Entramos em um lugar movimentado, um restaurante Canastra e CrelaE acomode-se para comer suculentas Carabineiros – camarões gigantes – e um caldeirão fumegante Caldeirada, um ensopado de peixe clássico de tamboril, camarão e arroz de nozes indulgente. O molho é tão rico e delicioso que avidamente o colocamos em uma colher e terminamos com pão. Mas esta é uma sobremesa muito incomum: Molotf Este é um pudim de merengue incomum, cozido em banho-maria, regado com um rico molho de caramelo para mantê-lo macio.

Depois de comer, uma caminhada extenuante de meia hora para frente e para trás prova ser uma coisa boa. No dia do Toe Challenge, subimos de funicular até o Sítio, serpenteando lentamente por entre as casas caiadas de branco agarradas às encostas verticais. Quando chegamos ao farol, várias centenas de pessoas já estão sentadas na encosta gramada acima da Praia do Norte, fixando o olhar na visão surreal de ondas gigantescas divididas por uma fina linha branca, como um surfista arremessado em seu rosto.

Os visitantes observam as ondas de perto do farol da Nazaré.
Os visitantes observam as ondas de perto do farol da Nazaré. Foto: Mark Osborne

Quatro horas depois, sentados, imóveis, vendo as ondas rolarem, admitimos que foi uma das vistas mais incríveis que já vimos. Ajuda o fato de Nazaré ainda não ser comercializada: não há cobrança para sair até o promontório, você pode sentar onde quiser e não há lojas de souvenirs ou cafés cafonas. Algumas barracas improvisadas e um guitarrista solitário sentam na encosta cantando canções de surf-hippie. Parece-me que, embora tenhamos visto mares calmos e ondas pequenas, teria sido uma pausa agradável da escuridão de um inverno inglês.

Organizou esta viagem Turismo Português. Acomodação providenciada Casa Esmeralda LisboaUm novo hotel na capital, um elegante bar e restaurante repleto de antiguidades e arte refletem a rica história comercial e marítima da cidade (Duplos a partir de € 133 quarto), e Hotel Mare Em Nazaré (duplo a partir de € 80 B&B).

READ  A empresa de software irlandesa Artanis está a expandir-se na Europa com um novo escritório português