Fevereiro 27, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Algarve impulsionará o crescimento económico de Portugal em 2022

Algarve impulsionará o crescimento económico de Portugal em 2022

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que as áreas metropolitanas do Algarve, Madeira e Lisboa serão os principais motores do crescimento do produto interno bruto (PIB) de Portugal em 2022.

De acordo com o relatório do INE, o PIB real global do país aumentou 6,8 por cento, com estas três regiões a ultrapassarem a média nacional devido ao crescimento significativo do comércio, transportes, alojamento e restaurantes, informa SchengenVisaInfo.com.

As contas regionais do INE mostram que a região do Algarve alcançou um crescimento de 17 pontos percentuais, enquanto a Madeira seguiu de perto com 14,2 por cento, e as taxas da área metropolitana de Lisboa foram 8,2 pontos percentuais superiores.

O Algarve (17 por cento), a Região Autónoma da Madeira (14,2 por cento) e a Área Metropolitana de Lisboa (8,2 por cento) tiveram um desempenho melhor que a média nacional”, enquanto os Açores (6,8 por cento) foram estimados como tiveram um desempenho melhor. À semelhança do valor nacional, e o Norte (5,6 por cento), o Alentejo (4,7 por cento) e o Centro (3,8 por cento) “apresentaram crescimentos mais moderados.

Contas Regionais do INE

O relatório revelou também que as regiões que apresentaram um desempenho mais modesto em 2022 sofreram menos impactos da pandemia de COVID-19 nos anos anteriores. Por outro lado, as regiões que registaram um crescimento intenso em 2022 enfrentaram impactos mais fortes durante a pandemia.

As estimativas mostram ainda que o PIB nominal de todas as regiões excedeu os níveis pré-pandemia, com uma variação média de 13 por cento em todo o país. Mais concretamente, a Região Autónoma da Madeira apresentou um aumento de 17,4 por cento face a 2019, valor superior à média nacional. Globalmente, o PIB do país registou um crescimento de 12,2 por cento.

READ  ‘Portugal em alta’: restaurante Popo abre em West Kirby

A região do Algarve, a Madeira e a região metropolitana de Lisboa apresentaram regressão e recuperação, registando taxas de crescimento de 21,3, 19,8 e 14,1 por cento, respetivamente. Os Açores registaram um aumento de 12 por cento, enquanto o PIB das regiões Norte e Alentejo aumentou 10,4 por cento, espelhando-se estreitamente. A região centro, ligeiramente atrás, registou um crescimento de 9,1 por cento.

O INE destacou ainda que o valor acrescentado bruto (VAB) desempenha um papel importante em sectores como o comércio, transportes, alojamento e restauração e serviços prestados às empresas destas três regiões. Estes sectores são parte integrante da estrutura industrial destas regiões e contribuíram significativamente para a sua recuperação económica.

Em conclusão, o crescimento económico de Portugal aumentou em 2022, com áreas-chave como o Algarve, a Madeira e a área metropolitana de Lisboa a registarem um forte crescimento em sectores-chave, acelerando a recuperação económica do país.