agosto 9, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Trazendo noites portuguesas para Los Angeles

O DJ Roger Milan de Praga co-produz a discoteca Lisbon Lounge Portuguese em Los Angeles com o seu Funkali.

“O meu objetivo é trazer artistas portugueses para Los Angeles”, disse o DJ, que emigrou para o Sul da Califórnia há vários anos. “Vejo um bom mercado em LA onde espero que os artistas portugueses possam entrar.”

O DJ Roger Milan deve retornar em 2022 após um hiato devido às restrições associadas à epidemia Covit-19, que começa em 15 de janeiro no evento Sofitel Los Angeles Fungal.

“Na qualidade de primeiro português a acolher um evento deste tipo no Sofitell em Beverly Hills, fiquei emocionado com um dos melhores hotéis que temos na cidade”, disse. “Estou organizando este evento é um sucesso”.

Com uma longa carreira em música e produção de eventos, o DJ de Praga tem um gosto especial por ‘deep house’ e ‘afro house’, mas se considera seletivo e interessado em uma grande variedade de músicas.

“LA tem uma energia muito forte”, disse ele. “É uma cidade onde tudo acontece com um público muito amplo, culturas diferentes, pessoas de todo o mundo”, continuou. “Eles gostam de coisas novas e eu me encaixo porque criei meu estilo.”

Roger Milan ressaltou que este é um mercado “desafiador” e “difícil”, e explicou que a alta qualidade da produção musical levou os artistas a elevar seus padrões.

“Se você for bom aqui, eles reconhecerão que você é bom”, disse ele. “O nível aqui é tão alto que te motiva a ser melhor, te força a fazer o dever de casa, te empurra ainda mais.”

Entre os nomes que gostaria de levar de Portugal para Los Angeles para o Lisbon Lounge Nights estavam Eric Faria, produtor de Roger Milan, DJ Dafonseka e MC Taku, com quem colabora há muito tempo.

READ  Portugueses revoltados com chegada de californianos, importando com eles os seus problemas: reportagem

“Quero construir uma ponte nesta noite portuguesa e trazer os nossos artistas de Portugal para aprender a sua música aqui”, reiterou. “Gostaria de tentar erguer a bandeira portuguesa ao nível da música, DJ e produção de eventos.”