julho 6, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

O Banco Central Europeu inventa uma nova ferramenta para combater o risco de retalho

O Banco Central Europeu inventa uma nova ferramenta para combater o risco de retalho

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu. O banco central marcou uma reunião de emergência para tratar dos altos rendimentos dos títulos.

John Theiss | Afp | Imagens Getty

o Banco Central Europeu Anunciou na quarta-feira que planeja criar uma nova ferramenta para enfrentar os riscos de uma fragmentação da zona do euro, em uma medida destinada a aliviar os temores de uma nova crise da dívida.

A decisão vem depois que o banco central surpreendeu os participantes do mercado com uma reunião de emergência para abordar os altos custos de empréstimos de muitos governos europeus.

“Desde que o processo gradual de normalização das políticas começou em dezembro de 2021, o Conselho do BCE se comprometeu a agir contra novos riscos de varejo”, disse o Banco Central Europeu em comunicado.

“A pandemia deixou fraquezas permanentes na economia da zona do euro que já estão contribuindo para a transição desigual da normalização de nossa política monetária entre as jurisdições”, acrescentou.

Os comentários refletem o recente aumento nos rendimentos dos títulos na última semana. Após a reunião de política regular da semana passada, o Banco Central Europeu propôs um aperto mais rígido nas políticas, mas não conseguiu introduzir novas medidas para apoiar as nações altamente endividadas do bloco.

Isso levantou alguma tensão entre os gestores de dinheiro sobre a fragmentação financeira e levou a rendimentos de títulos mais altos.

Títulos de 10 anos da Itália O rendimento ultrapassou a marca de 4% no início desta semana – com um economista dizendo que esses níveis “Eventualmente pode se tornar um problemado Sul da Europa.

Para lidar com essas preocupações, o Banco Central Europeu disse na quarta-feira que reinvestiria as recuperações do Programa de Compra de Títulos de Emergência – conhecido como PEPP – de maneira flexível e pediria à sua equipe que “acelere a conclusão do projeto do novo programa de fragmentação”. uma ferramenta.”

READ  Quais empresas de tecnologia cortaram laços com a Rússia por causa de sua guerra na Ucrânia?

“Nosso compromisso com O euro é a nossa ferramenta anti-fragmentação. Este compromisso não tem limites. Nosso histórico de intervenção quando necessário apóia esse compromisso.”

Os países europeus enfrentaram custos de empréstimos materialmente altos após a crise da dívida soberana, em 2011. Alguns dos desequilíbrios foram resolvidos, mas ainda há preocupações com a região como um todo, principalmente porque tem uma política monetária versus 19 diferentes uns. posições.

reação do mercado

O rendimento dos títulos italianos de 10 anos caiu ainda mais depois que o Banco Central Europeu anunciou que estava sendo negociado abaixo da marca de 4%.

Os custos de empréstimos para outros governos da zona do euro também caíram com as notícias, com o rendimento dos títulos de 10 anos da Grécia sendo negociado abaixo de mais de 7%.

Nos mercados cambiais, o euro subiu em relação ao dólar americano, continuando a tendência observada no início da sessão, quando surgiram as notícias de uma reunião de emergência.

As ações de bancos italianos, que subiram mais cedo nesta quarta-feira, continuaram em alta após a decisão da política monetária.

Mario Centeno, membro do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu, disse que uma normalização mais rápida da política monetária é um risco que não pode ser descartado, segundo a Reuters. O banco central acrescentou que o ritmo de aumento das taxas de juros será “gradual”.