A plataforma portuguesa Fixoto, que facilita a instalação de sistemas fotovoltaicos em telhados, prevê que a procura de energias renováveis ​​aumente 180% até ao final do ano.

O aumento dos preços do gás e da eletricidade levou os consumidores a investir em fontes de energia renováveis, levando as empresas a aumentar os preços devido à demanda sem precedentes e à escassez de trabalhadores especializados.

“Os preços praticados por profissionais e empresas cresceram exponencialmente, principalmente por falta de mão de obra e material”, disse Alice Nunes, nova diretora comercial da Fixano.

Segundo o Fixando, 55% das solicitações feitas por meio de seu site ficaram sem resposta em julho. Menos de 10% das empresas listadas no aplicativo oferecem novos agendamentos.

Os distritos de Lisboa (17%), Porto (15%), Cetubal (10%), Aveiro (9%), Praga (8%) e Leiria (8%) registaram o maior número de pedidos de Fixando. A maioria dos usuários procura esses serviços para casas com área superior a 100 metros quadrados (89%). Apesar do aumento dos preços, 42% deles planejam conectar seus painéis solares à rede, enquanto apenas 25% desejam permanecer fora da rede.

A Fixando realizou a pesquisa entre 1º de julho e 25 de agosto. Possui 2.600 usuários e 1.200 especialistas cadastrados em seu site.