Projeto “Escola com Livros” – Empresários apoiam Bibliotecas Escolares

em Últimas

Decorreu ontem, dia 13 de outubro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a cerimónia de entrega de livros, oferecidos por várias empresas da região a estabelecimentos escolares dos Agrupamentos de Escolas do Concelho, no âmbito do projeto “Escola com Livros”. A cerimónia contou com as presenças de Ricardo Gonçalves, presidente da autarquia, Inês Barroso, vereadora da Educação, Alfredo Amante, chefe de divisão da Educação, e Domingos Castro, coordenador do projeto “Escola com Livros” e representante da “Página Editora”.

Inês Barroso explicou que este projeto nasceu há um ano e meio e que a 1.ª entrega, em maio de 2015, permitiu um enriquecimento do património das bibliotecas escolares. “O ano passado tivemos uma adesão dos nossos empresários que levou à oferta de livros no valor de 7 mil euros e este ano tivemos um reforço da oferta, que agradecemos desde já, no valor de 11 mil euros, aos agrupamentos de escolas e às bibliotecas do nosso Concelho”.

Referiu, ainda, que este ano foram 63 as empresas que quiseram ajudar, oferecendo cerca de 1.000 livros, para enriquecer as bibliotecas e proporcionar uma educação de excelência aos alunos do Concelho.

Domingos Castro mencionou que estava sensibilizado com a adesão dos empresários e empresas do Concelho. “É absolutamente excecional a recetividade com que, na realidade, temos sido recebidos quando apresentamos o projeto. O livro tem sido esquecido em prol da internet mas não há dúvida que os livros fazem falta e principalmente, para as nossas crianças e alunos, e enquanto fator de desenvolvimento escolar, é essencial que existam nas bibliotecas”.

Acrescentou que, no futuro, vão existir mais editoras envolvidas, que mostraram interesse em aderir aos projeto e que também vão incluir os jardins-de-infância, a nível de material pedagógico.

Ricardo Gonçalves expressou que era gratificante ver 63 empresas do nosso Concelho associarem-se a este projeto. “Acredito que apesar de estarmos na era digital o livro nunca irá desaparecer, e com as crianças que estão numa idade em que necessitam de ser muitas vezes instigadas à leitura, acho que este projeto tem que nos encher de orgulho”.

 

1 Comment

  1. Uma iniciativa que fica bem e que dá um bom título!

    Importa, no entanto, perceber que livros são esses – qual a sua pertinência, de que assuntos trata, quem são os seus autores e quando foram editados – e sobre isso o artigo nada nos diz.

    Cabe-nos esperar que esta iniciativa não tenha sido apenas uma oportunidade para o livreiro se ver livre de monos que lhe empatassem o armazém.

    Apenas uma correção e uma sugestão:

    – A afirmação do coordenador do projeto de que “O livro tem sido esquecido em prol da internet …”, revela um total desconhecimento do trabalho que diariamente se realiza nas nossas escolas e bibliotecas escolares. A visão o “livro versus a internet” é fantasiosa, desatualizada e não corresponde à realidade observável nas nossas escolas.

    -Uma sugestão ao jornalista: porque não visitar algumas bibliotecas escolares e inteirar-se das suas atividades, também com livros, e da riqueza dos seus fundos documentais? Fica a sugestão.

    Cumprimentos
    Adelino Madeira

    Teria sido

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Últimas

0 0.00
Ir para Topo