outubro 7, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Rússia invade a Ucrânia em muitas frentes em um 'ato brutal de guerra'

Rússia invade a Ucrânia em muitas frentes em um ‘ato brutal de guerra’

KIEV, Ucrânia (AP) – A Rússia lançou nesta quinta-feira uma invasão em larga escala da Ucrânia, lançando ataques aéreos em cidades e bases militares e enviando tropas e tanques de três lados em uma ofensiva que pode refazer a ordem de segurança global após a Guerra Fria. O governo ucraniano pediu ajuda enquanto civis se amontoavam em trens e carros para escapar.

As forças militares que combatem os russos em várias frentes sofreram dezenas de baixas.

O presidente russo, Vladimir Putin, ignorou a condenação global e sucessivas novas sanções Ao desencadear a maior guerra terrestre da Europa desde a Segunda Guerra Mundial, ele fez um sinal assustador para o arsenal nuclear de seu país. E ele ameaçou qualquer país que tentasse se intrometer com “consequências que nunca viu antes”, já que a solução diplomática que ele esperava agora parece impossível.

As forças ucranianas tentaram se defender de uma barragem russa de mísseis terrestres e marítimos, um ataque que um alto funcionário da defesa dos EUA chamou de primeiro ataque em uma potencial invasão em vários estágios com o objetivo de capturar grandes centros populacionais e, finalmente, “decapitar” a Ucrânia. O governo e a instalação de um novo. Autoridades ucranianas já disseram que perderam o controle da usina nuclear desativada de ChernobylA cena do pior desastre nuclear do mundo.

“A Rússia embarcou no caminho do mal, mas a Ucrânia está se defendendo e não desistirá de sua liberdade”, escreveu o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky no Twitter. Seu controle do poder tornou-se cada vez mais tênue, e na quinta-feira ele pediu sanções mais duras do que as impostas pelos aliados ocidentais e ordenou uma mobilização militar completa de 90 dias.

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou novas sanções contra a Rússia, dizendo que Putin “escolheu esta guerra” e que seu país arcará com as consequências de suas ações. Outros países também anunciaram sanções, ou disseram que o farão em breve.

miniatura de vídeo do youtube

Temendo um ataque russo à capital, milhares de pessoas foram para o subsolo ao cair da noite, bloqueando as estações de metrô de Kiev.

Às vezes eu sentia alegria. As famílias jantaram. Crianças brincam. adultos falando. As pessoas traziam sacos de dormir, cachorros ou palavras cruzadas – qualquer coisa para aliviar a espera e a longa noite que se avizinhava.

Mas a fadiga era evidente em muitos rostos. e preocupações.

“Ninguém acreditava que essa guerra começaria, que eles tomariam Kiev diretamente”, disse Anton Mironov, que esperava a noite em uma das antigas estações de metrô soviéticas. “Eu me sinto cansado principalmente. Nada disso parece real.”

READ  Legisladores dos EUA visitam Taiwan após visita de Pelosi irritar China

A invasão começou nas primeiras horas da manhã de quinta-feira com uma série de ataques com mísseis, muitos visando instalações governamentais e militares importantes, rapidamente seguidos por uma ofensiva terrestre em três frentes. Autoridades ucranianas e norte-americanas disseram que as forças russas estavam atacando do leste em direção a Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia; da região sul da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014; Da Bielorrússia para o norte.

Zelensky, que anteriormente cortou relações diplomáticas com Moscou e declarou lei marcial, apelou aos líderes mundiais, dizendo: “Se você não nos ajudar agora, se você não fornecer uma assistência forte à Ucrânia, amanhã a guerra o atingirá na porta. “

Ambos os lados alegaram ter destruído algumas aeronaves e equipamentos militares do outro, embora pouco tenha sido confirmado.

Horas após o início da invasão, as forças russas assumiram o controle da estação de Chernobyl atualmente não utilizada e da zona de exclusão circundante após uma batalha feroz, disse o conselheiro presidencial Mihailo Podolak à Associated Press.

A Agência Internacional de Energia Atômica, com sede em Viena, disse ter sido informada da apreensão pela Ucrânia, acrescentando que “não houve vítimas ou danos no local industrial”.

Um desastre ocorreu em 1986, quando um reator nuclear da usina explodiu 130 quilômetros ao norte de Kiev, enviando uma nuvem radioativa por toda a Europa. O reator danificado foi posteriormente coberto com uma tampa protetora para evitar vazamentos.

O chefe da Otan, Jens Stoltenberg, disse que o “ato brutal de guerra” destruiu a paz na Europa, juntando-se a um coro de líderes mundiais que denunciam um ataque que pode causar pesadas baixas e derrubar o governo democraticamente eleito da Ucrânia. O conflito abalou os mercados financeiros globais: os estoques caíram e os preços do petróleo subiram em meio a temores de aumento das contas de aquecimento e dos preços dos alimentos.

A condenação veio não apenas dos EUA e da Europa, mas também da Coreia do Sul, Austrália e outros países – e muitos governos estão se preparando para impor novas sanções. Mesmo líderes amigáveis, como o húngaro Viktor Orban, tentaram se distanciar de Putin.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que pretende isolar a Rússia dos mercados financeiros do Reino Unido ao anunciar sanções e congelamentos de ativos em todos os principais bancos russos e planos para impedir que empresas russas e o Kremlin levantem dinheiro nos mercados britânicos.

READ  O primeiro-ministro australiano sugere o final de “Covid Zero”

“Agora o vemos pelo que ele é – um agressor manchado de sangue que acredita na conquista imperial”, disse Johnson sobre Putin.

Biden disse que as sanções dos EUA terão como alvo bancos russos, oligarcas, empresas estatais e setores de alta tecnologia, mas visam não perturbar os mercados globais de energia. As exportações de petróleo e gás natural da Rússia são fontes de energia vitais para a Europa.

Zelensky pediu aos Estados Unidos e ao Ocidente que avancem e separem os russos do sistema Swift, uma importante rede financeira que conecta milhares de bancos em todo o mundo. A Casa Branca estava relutante em cortar imediatamente a Rússia do sistema Swift, temendo que isso causasse enormes problemas econômicos na Europa e em outras partes do Ocidente.

Enquanto alguns europeus ansiosos especulam sobre uma possível nova guerra mundial, os Estados Unidos e seus parceiros da Otan não mostraram nenhuma indicação de que enviarão tropas para a Ucrânia, temendo um conflito maior. Em vez disso, eles reuniram tropas e equipamentos nas bordas da coalizão enquanto a Ucrânia exigia assistência defensiva e ajuda na proteção de seu espaço aéreo.

A Otan reforçou seus membros na Europa Oriental como precaução, e Biden disse que os Estados Unidos estão enviando forças adicionais na Alemanha para apoiar a Otan.

As autoridades europeias declararam o espaço aéreo do país uma zona de conflito ativa.

Depois de semanas negando os planos de invasão, Putin lançou a operação em um país do tamanho do Texas cada vez mais inclinado para o Ocidente democrático e longe da influência de Moscou. O líder autocrático deixou claro no início desta semana que não vê razão para a existência da Ucrânia, levantando temores de um possível conflito mais amplo no vasto espaço antes governado pela União Soviética. Putin negou planos de ocupar a Ucrânia, mas seus objetivos finais permanecem vagos.

Os ucranianos foram instados a se abrigar e não entrar em pânico.

“Até o último momento, eu não conseguia acreditar que isso ia acontecer”, disse Anna Duvnya, aterrorizada, em Kiev, observando soldados e policiais removerem os fragmentos de uma bomba explosiva. “Isso afastou esses pensamentos.” toda a fé.”

Com a mídia social amplificada por uma torrente de reivindicações e contra-alegações militares, tem sido difícil determinar exatamente o que estava acontecendo no terreno.

A Rússia e a Ucrânia fizeram reivindicações conflitantes sobre os danos que causaram. O Ministério da Defesa russo disse que destruiu dezenas de bases aéreas ucranianas, instalações militares e drones. Confirmando a perda de uma de suas aeronaves de ataque Su-25, culpou “erro do piloto” e disse que um avião de transporte An-26 caiu devido a uma falha técnica, matando toda a tripulação. Ela não disse quantas pessoas estavam a bordo.

READ  OS AUTOMÓVEIS MAIS AGUARDADOS DE 2022

A Rússia disse que não tinha como alvo cidades, mas os jornalistas viram devastação em muitas áreas civis.

O ministro da Saúde da Ucrânia disse que 57 ucranianos foram mortos na invasão e 169 ficaram feridos. Não ficou claro quantos civis havia, embora tenha dito no início do dia que 40 soldados foram mortos.

O exército polonês aumentou seu nível de prontidão e a Lituânia A Moldávia está se movendo no sentido de fazer o mesmo.

Putin justificou suas ações em um discurso televisionado durante a noite, afirmando que o ataque era necessário para proteger civis no leste da Ucrânia – uma alegação falsa que os Estados Unidos haviam previsto que ele lançaria como pretexto para a invasão. Ele acusou os Estados Unidos e seus aliados de ignorarem as exigências da Rússia de impedir a Ucrânia de ingressar na Otan e obter garantias de segurança, dizendo que a ação militar era uma “medida coercitiva”.

Antecipando a condenação e contramedidas internacionais, Putin emitiu um alerta severo a outros países para não intervir.

E em um lembrete da energia nuclear da Rússia, ele advertiu: “Ninguém deve duvidar de que qualquer ataque direto ao nosso país levará à destruição e consequências terríveis para qualquer agressor em potencial”.

Dentro da Rússia, as autoridades agiram rapidamente para suprimir quaisquer vozes críticas. O OVD-Info, um grupo que rastreia prisões políticas, informou que 1.620 pessoas foram presas em 52 cidades russas por protestar contra a invasão, mais da metade delas em Moscou.

___

Isachnikov e Litvinova relataram de Moscou. Francesca Ebel em Kiev; Angela Charlton em Paris; Geir Molson e Frank Jordan em Berlim; Raf Cassert e Lorne Cook em Bruxelas; Nick Domitrash em Mariupol, Ucrânia, Inna Varenytsya no leste da Ucrânia; e Robert Burns, Matthew Lee, Aamir Madani, Eric Tucker, Naaman Merchant, Ellen Nikmayer, Zeke Miller, Chris Mejerian e Darlene Superville em Washington.

___

Acompanhe a cobertura da Associated Press sobre a crise na Ucrânia em https://apnews.com/hub/russia-ukraine