Fevereiro 22, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Pimco perde US$ 340 milhões com depreciação do Credit Suisse AT1 – Fonte

Pimco perde US$ 340 milhões com depreciação do Credit Suisse AT1 – Fonte

NOVA YORK (Reuters) – A gigante de títulos Pimco perdeu cerca de 340 milhões de dólares em uma classe de notas do Credit Suisse eliminada por sua aquisição pelo UBS (UBSG.S), com o gestor de investimentos dos Estados Unidos geralmente exposto ao credor suíço. Uma fonte familiarizada com a situação disse em bilhões.

As autoridades suíças decidiram no domingo cancelar US$ 17 bilhões em dívidas adicionais do Credit Suisse Tier 1 (AT1) em um acordo que viu os acionistas receberem US$ 3,23 bilhões. Os acionistas geralmente têm uma classificação inferior aos detentores de títulos em termos de quem recebe o pagamento quando um banco ou empresa quebra.

As notas adicionais Tier 1 (AT1) do Credit Suisse nos fundos mútuos da Pimco valiam cerca de US$ 340 milhões na sexta-feira, disse a fonte familiarizada com o assunto.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, disse que as participações atuais da Pimco em títulos do Credit Suisse, excluindo a dívida AT1, valem mais de US$ 4 bilhões.

A fonte disse que as perdas nos títulos da AT1 foram compensadas por ganhos nas participações da PIMCO em outros títulos emitidos pelo credor suíço, que aumentaram de valor após a fusão de resgate com o UBSG.S (UBSG.S).

AT1s são um tipo de dívida conversível de emergência que faz parte das reservas de capital que os reguladores exigem que os bancos mantenham para se protegerem em tempos de turbulência no mercado.

A Pacific Investment Management Company (PIMCO), com sede nos Estados Unidos, administra mais de US$ 1,7 trilhão em ativos.

Alguns títulos do Credit Suisse se recuperaram na segunda-feira após o resgate do banco apoiado pelo estado.

READ  Corrida para testes COVID-19 dificulta o sistema de notificação de casos do Havaí

Por exemplo, o preço de quase US$ 2 bilhões em notas com vencimento em 2026 saltou de 66 centavos na sexta-feira da semana passada para 87,5 centavos na segunda-feira, de acordo com dados da Tradeweb.

Os títulos AT1 emitidos por outros bancos europeus, em vez disso, Caiu drasticamente A transação de segunda-feira com detentores de títulos do Credit Suisse AT1 destacou os riscos de investir nesses títulos.

Os reguladores europeus tentaram deter a derrocada do mercado, dizendo que os detentores desse tipo de dívida só teriam prejuízos após a eliminação dos acionistas – ao contrário do Credit Suisse.

Enquanto isso, o escritório de advocacia Quinn Emanuel Urquhart & Sullivan disse que está conversando com vários detentores do Credit Suisse AT1 sobre uma possível ação legal.

Reportagem de Davide Barbuscia. Edição por Megan Davies e Simon Cameron-Moore

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.