Fevereiro 24, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Venezuela e Guiana se reúnem em 14 de dezembro em meio a uma disputa territorial

Venezuela e Guiana se reúnem em 14 de dezembro em meio a uma disputa territorial

SÃO PAULO (Reuters) – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se reunirá com o presidente da Guiana, Muhammad Irfaan Ali, nesta quinta-feira, em meio a uma disputa territorial entre os dois países, de acordo com uma carta do primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas.

O anúncio da reunião bilateral ocorreu depois que Maduro conversou com Ralph Gonsalves, primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, que também atua como presidente interino da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), e com o secretário-geral da ONU, Antonio. Guterres no sábado.

As tensões aumentaram nas últimas semanas entre a Venezuela e a Guiana devido a uma disputa fronteiriça de longa data sobre Essequibo, uma área da Guiana onde foram feitas enormes descobertas offshore de petróleo e gás.

O governo venezuelano disse que a reunião “visa preservar a nossa ambição de manter a América Latina e o Caribe como uma zona de paz”.

O Gabinete do Presidente da Guiana confirmou que Ali concordou com a reunião, mas acrescentou que “as fronteiras terrestres da Guiana não estão em discussão”.

No fim de semana passado, os eleitores na Venezuela rejeitaram a jurisdição do Tribunal Internacional de Justiça sobre a região e apoiaram a criação de um novo Estado.

No início do sábado, o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, conversou com Maduro e pediu diálogo, dizendo que era importante evitar ações unilaterais que pudessem agravar a situação.

READ  Maior aranha teia de funil macho chamada ‘Hércules’ encontrada ao norte de Sydney | Aranhas

Lula, que foi convidado a participar da reunião de quinta-feira como observador, reiterou que o Brasil está pronto para apoiar e buscar iniciativas de diálogo, o que reforça a declaração conjunta dos países sul-americanos emitida no início desta semana.

A Embaixada dos EUA em Brasília disse que os Estados Unidos e o Brasil estão se consultando sobre a disputa fronteiriça entre a Venezuela e a Guiana.

Ela afirmou num comunicado que os dois governos querem uma solução pacífica para o conflito: “Reafirmamos o apoio inabalável dos Estados Unidos à soberania da Guiana”.

(Reportagem de Vivian Sequeira, Peter Sequeira e Luana Maria Benedetto – Elaborado por Mohammed para o Boletim Árabe) Redação de Peter Frontini e Laura Gottesdiener. Editado por Cynthia Osterman e Jonathan Oatis

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Obtenção de direitos de licenciamentoabre uma nova aba