Julho 13, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Portugal será o cliente lançador do A-29N da Embraer construído pela NATO

Portugal será o cliente lançador do A-29N da Embraer construído pela NATO

Os esforços da Embraer para produzir uma versão construída pela OTAN de sua aeronave/treinador turboélice de ataque leve A-29 Super Tucano, designada A-29N, deram frutos com a seleção da aeronave por Portugal.

Em declarações à Comissão de Segurança Nacional do Parlamento português, no dia 25 de junho de 2024, o Ministro da Defesa português, João Nuno Lacerda Teixeira de Melo, mencionou a aquisição de uma aeronave de ataque ao solo baseada na Embraer com tecnologia portuguesa. A luz do dia será legalmente reconhecida, passando do projeto à política e à aplicação da lei muito em breve. Aí ele disse especificamente: “Estou me referindo ao Super Tucano”.

Embora nenhum contrato tenha ainda sido assinado, espera-se que cerca de 10 A-29N substituam as aeronaves de treinamento avançado/ataque leve Dassault/Tornier Alpha Jet da Força Aérea Portuguesa (FAP). A FAP adquiriu 50 ex-Luftwaffe Alpha Jet As em 1993, mas os que estavam em serviço foram aposentados em janeiro de 2018.

Lançado em abril de 2023, o A-29N foi desenvolvido pela Embraer para atender às necessidades das pequenas forças aéreas europeias e inclui novos equipamentos e recursos para atender aos requisitos operacionais da OTAN, como novo datalink e operação com piloto único. Esses recursos expandem o conjunto potencial de missões da aeronave, por exemplo, permitindo que ela seja usada para treinamento do Joint Terminal Attack Controller (JTAC). O equipamento de treinamento do A-29 foi atualizado para acomodar cenários de treinamento virtuais, aumentados e de realidade mista.

A Embraer geralmente diz do A-29 Super Tucano que ele pode “realizar uma ampla gama de missões, incluindo ataque leve, vigilância e interceptação aérea e contra-insurgência. O A-29 é robusto e versátil, operando a partir de pistas remotas e não pavimentadas implantadas bases operacionais com pouco suporte, todas com baixos custos operacionais e alta disponibilidade (acima de 90%).

“Além de funções de combate”, acrescenta a empresa, “a aeronave é amplamente utilizada como treinador avançado. Sua capacidade de simular missões de combate e fazer upload e download de dados de voo a tornou uma plataforma de treinamento altamente eficaz.

O fato de o A-29N poder funcionar como um treinador avançado, bem como uma plataforma de ataque leve, torna-o perfeito para o FAP quase continuamente sem dinheiro.

Enquanto isso, a Embraer anunciou em 26 de junho de 2024 que entregou uma segunda aeronave tanque/transporte KC-390 à FAP, que encomendou cinco KC-390 em 2019.

O primeiro FAP KC-390 entrou em serviço a 16 de outubro de 2024 e é operado pela Esquadra 506 ‘Rhinocerondus’ da Base Aérea n.º 11 de Beja. Espera-se que os três KC-390 restantes encomendados sejam entregues até 2027.

A Embraer apresentou a variante A-29N do Super Tucano construída pela OTAN em abril de 2023. (Foto: Embraer)