Julho 12, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Portugal precisa de pênalti para preparar confronto da Euro 2024 com a França

Portugal precisa de pênalti para preparar confronto da Euro 2024 com a França

Portugal salvou o constrangimento de Cristiano Ronaldo, mas precisou de pênaltis para vencer a Eslovênia após um empate em 0 a 0 e definir as quartas de final da Euro 2024 com a França, que derrotou a Bélgica por 1 a 0 na segunda-feira.

Diogo Costa foi o herói português em Frankfurt, quando o guarda-redes do Porto defendeu os três penáltis eslovenos no desempate por grandes penalidades.

Ronaldo começou a chorar depois que Jan Oblak defendeu um pênalti na prorrogação.

O cinco vezes vencedor da Bola de Ouro compensou marcando nos pênaltis, enquanto Bruno Fernandes e Bernardo Silva levaram Portugal a um confronto de grande sucesso com os franceses na sexta-feira.

A Eslovénia teve de lamentar uma grande oportunidade para a sua estrela em ascensão, Benjamin Cesko, quando Costa negou o golo ao avançado do RB Leipzig nos descontos.

Anúncio – Role para continuar


O pênalti de Ronaldo, controversamente concedido por falta sobre Diogo Jota, foi brilhantemente defendido por Oblak.

“Primeiro é tristeza, depois é alegria, é isso que o futebol proporciona, momentos indescritíveis, um pouco de tudo”, disse Ronaldo.

O jogador de 39 anos jogou os 120 minutos completos, mas já não conseguiu marcar em oito grandes torneios consecutivos.

Anúncio – Role para continuar


O seleccionador de Portugal, Roberto Martinez, decidiu manter Ronaldo à frente dos quartos-de-final, mas a sua equipa terá de lutar por mais um dia graças ao heroísmo do guarda-redes.

A França não voltou a marcar, mas o autogolo de Jan Vertonghen, aos 85 minutos, colocou-os por cima da linha.

Apesar de contar com um elenco talentoso liderado por Kylian Mbappe, os finalistas da Copa do Mundo de 2022 marcaram até agora apenas três gols em quatro jogos na Alemanha, dois gols contra e um pênalti.

Anúncio – Role para continuar


“Temos que aproveitar e não analisar muito. Estamos nas quartas-de-final”, disse o técnico da França, Didier Deschamps.

A França dominou o confronto das oitavas de final, mas voltou a perder no final.

Mbappé, que usava uma máscara para proteger o nariz machucado no início da partida, não conseguiu acertar o alcance, enquanto Aurelien Tchouameni e Marcus Thuram erraram o alvo com boas chances.

Com a Bélgica ameaçando no final do intervalo, os Bleus tiveram que contar com duas grandes defesas de Mike Mignon para negar o golo a Romelu Lukaku e Kevin De Bruyne.

Anúncio – Role para continuar


Mas foi só quando o suplente Randall Kolo Mwani recebeu a bola dentro da grande área belga e rematou para longe do infeliz guarda-redes do Vertonghen, Koen Casteels, que a França finalmente conseguiu marcar.

“É uma pena marcar um golo como este, mas o futebol é assim”, disse o capitão belga, De Bruyne.

Anúncio – Role para continuar


“Sabíamos que não teríamos muita posse de bola com a qualidade da França, mas tivemos momentos perigosos.”

França e Portugal juntam-se a Alemanha e Espanha, que também se enfrentam na sexta-feira, na primeira parte do sorteio dos pesos pesados.

Por outro lado, a Inglaterra enfrentará a Suíça nas quartas de final.

As duas últimas vagas nas oitavas de final serão decididas na terça-feira.

Uma Áustria em boa forma terá mais uma vez como objetivo avançar para as quartas-de-final do Euro pela primeira vez na sua história, contra uma Turquia fortemente apoiada, em Leipzig.

A Holanda terminou em terceiro no Grupo D quando defrontou a Roménia, em Estugarda, depois de perder por 3-2 com a Áustria.