Julho 14, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

“Portugal está a crescer três vezes mais rápido que Espanha em termos de investimento, estão à esquerda”

“Portugal está a crescer três vezes mais rápido que Espanha em termos de investimento, estão à esquerda”

O primeiro-ministro português António Costa e o representante espanhol, Pedro Sánchez, em Lisboa, 2018

“A história de Espanha sempre esteve associada às crises da dívida pública. Pode-se sempre tropeçar na mesma pedra, mas não se deve apaixonar por ela”, afirma o economista José Carlos Díaz – sempre identificado como um economista “progressista” – ao o final de uma conversa com Lorenzo Bernardo de Queiroz, sempre identificado como um economista liberal. No final do discurso, Bernardo de Queiroz perguntou a Díaz o que faria para reduzir a dívida pública de Espanha, que se situa nos 110% do PIB. Sua resposta não deve ser esquecida:

“Com um nível de endividamento tão elevado não vou tocar no IRPF (imposto de renda), mas haverá ganhos de capital, apesar do impacto mais amplo que possa ter. A Espanha deveria abrir um debate calmo e não ideológico e ver o que os seus rivais estão a fazer no estrangeiro. O capital está a tornar-se cada vez mais móvel, e ao nosso lado está um país chamado Portugal, que tem um governo de esquerda, um governo estável, e que implementou esta política de eliminação de impostos sobre o capital e os rendimentos elevados, na medida em que acontece. Caçadores de gangues. Desde a chegada de António Costa, em 2015, o investimento em bens de capital comercial aumentou 42% nas contas nacionais, 18% na Zona Euro e 15% em Espanha. Portugal está a crescer com três vezes mais investimento que Espanha, e eles estão à esquerda. Temos que ir para lá.

E do lado da despesa, num ambiente de inflação de 2-3%, a contenção da despesa seria suficiente. Cometeram o erro das pensões em 2023, que nos vai custar mais no geral e no futuro, por isso não cometa mais erros… A Espanha aqui aumentou a despesa pública em cinco pontos do PIB desde 2019, o que é estúpido . Os custos aumentaram devido à pandemia e todos aceitámos, mas até 2020. Ainda faltam alguns meses para 2021, mas em 2022 não há desculpa. Devemos ver o gasto por meio do gasto, e quem desperdiça deve ser afastado do governo, sem piedade… A história da Espanha sempre esteve associada a crises de dívida pública. Você pode sempre tropeçar na mesma pedra, mas pode não se apaixonar por ela.