dezembro 4, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Navios de guerra russos e chineses conduzem as primeiras patrulhas conjuntas no Oceano Pacífico

Navios de guerra russos e chineses conduzem as primeiras patrulhas conjuntas no Oceano Pacífico

MOSCOU (Reuters) – Navios de guerra russos e chineses conduziram suas primeiras patrulhas conjuntas no oeste do Pacífico na semana passada, disse o Ministério da Defesa russo no sábado, em uma ação que o Japão disse estar monitorando.

Moscou e Pequim, que realizaram exercícios de cooperação naval no mar do Japão no início de outubro, estreitaram laços militares e diplomáticos nos últimos anos, em um momento em que suas relações com o Ocidente azedaram.

Os exercícios navais, que a Rússia disse que duraram de domingo a sábado, foram Observando de perto pelo Japão, que disse no início da semana que um grupo de 10 navios da China e da Rússia havia navegado pelo estreito de Tsugaru, que separa a principal ilha do Japão da ilha norte de Hokkaido.

“O grupo de navios passou pelo estreito de Tsugaru pela primeira vez como parte da patrulha”, disse o Ministério da Defesa russo em um comunicado. O estreito é considerado águas internacionais.

O ministério acrescentou que “as tarefas das patrulhas eram apresentar as ciências dos países russos e chineses, manter a paz e a estabilidade na região Ásia-Pacífico e guardar os tópicos das atividades econômicas marítimas dos dois países”.

Um grupo de navios de guerra russos e chineses conduzem uma patrulha militar naval conjunta nas águas do Pacífico, nesta imagem estática tirada de um vídeo divulgado em 23 de outubro de 2021. Ministério da Defesa da Rússia / Postado via Reuters

O Ministério da Defesa da China disse no domingo que os exercícios conjuntos têm como objetivo “desenvolver ainda mais a parceria estratégica abrangente entre a China e a Rússia na nova era, aumentando as capacidades de trabalho conjunto dos dois lados e mantendo conjuntamente a estabilidade estratégica internacional e regional.”

READ  Bolsonaro, do Brasil, diz que está "entediado" com as perguntas do COVID-19 sobre o número de mortos

Um relatório no site do ministério afirma que a operação faz parte da cooperação anual entre os dois países e não tem como alvo terceiros.

Autoridades de defesa japonesas disseram no domingo que os navios russos e chineses também passaram pelo estreito de Osumi, ao largo da prefeitura de Kagoshima, no sul do Japão, informou a emissora pública NHK.

Os navios estrangeiros estão autorizados a passar pelos estreitos de Osumi e Tsugaru porque são vias navegáveis ​​internacionais, mas o Ministério da Defesa do Japão disse que monitoraria as duas marinhas, chamando os movimentos recentes de “extraordinários”, disse o NHK.

As autoridades japonesas não puderam ser contatadas imediatamente para comentar o assunto.

(Relata Paulina Devitt em Moscou). Reportagem adicional de Dominic Patton em Pequim e Ritsuko Ando em Tóquio. Edição de Peter Graf e William Mallard

Nossos critérios: Princípios de confiança da Thomson Reuters.