agosto 7, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Portugal ocupa o 9º lugar no mundo com febre dos macacos

“Em 22 de julho, os dez países com o maior número de casos em todo o mundo eram Espanha (3.125), Estados Unidos (2.316), Alemanha (2.268), Reino Unido (2.137), França (1.453), Holanda (712 ), Canadá (615), Brasil (592), Portugal (588) e Itália (374)”, diz a Atualização Epidemiológica da OMS sobre Febre do Macaco.

Segundo a organização, esses dez países juntos respondem por 89% dos casos notificados em todo o mundo até o momento.

O diretor da OMS para a Europa disse em comunicado que, desde 13 de maio, países e territórios europeus relataram cerca de 12 mil casos prováveis ​​ou confirmados, dos quais 8% foram hospitalizados, e nenhuma morte foi registrada como resultado dessas infecções.

Globalmente, o número de novos casos relatados semanalmente na semana de 18 a 24 de julho aumentou 48% em comparação com a semana anterior, com um total de 16.016 infecções pelo vírus da varíola dos macacos em 75 países e cinco mortes este ano.

Segundo Hans Kluge, depois que a OMS declarou o surto uma emergência internacional de saúde pública, os países, tenham detectado casos ou não, “devem agir agora com urgência, aproveitando todas as oportunidades para antecipar, controlar e impedir a propagação da doença”.

“Embora reconheçamos a incerteza sobre como esse surto se desenvolverá, devemos responder à epidemia concentrando-nos no modo de transmissão mais dominante – contato pele a pele durante encontros sexuais – e em grupos de risco de infecção”, disse o comunicado. Funcionário europeu da OMS.

A OMS declarou no sábado o surto de varíola dos macacos uma emergência de saúde pública de interesse internacional, o mais alto nível de alerta.