Fevereiro 22, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Portugal estende incentivos fiscais a residentes estrangeiros, apesar das preocupações com os preços das casas

Portugal estende incentivos fiscais a residentes estrangeiros, apesar das preocupações com os preços das casas

Vista do parlamento de Portugal no dia da votação do projeto de lei do Orçamento do Estado para 2024 em leitura final no contexto da demissão do Primeiro-Ministro António Costa, 29 de novembro de 2023, em Lisboa, Portugal. REUTERS/Pedro Nunes/Foto de arquivo Obtenha direitos de licenciamento

LISBOA (Reuters) – O Parlamento de Portugal estendeu nesta quarta-feira incentivos fiscais para residentes estrangeiros até o final do próximo ano, apesar das críticas de que o plano elevou os preços das casas além do alcance de muitos portugueses.

Ao abrigo da prorrogação, os candidatos devem demonstrar que estão prontos para se mudar para Portugal em 2023, ou seja, através de um contrato de trabalho ou de habitação assinado até ao final de dezembro.

Lançado em 2009, o programa permite que os residentes que permaneçam no país mais de 183 dias por ano beneficiem de uma “taxa especial de 20% durante um período de 10 anos sobre rendimentos de origem portuguesa provenientes de atividades de elevado valor acrescentado”. como médicos e professores universitários.

Outros benefícios do regime – conhecido como residente não habitual – incluem isenções fiscais sobre quase todos os rendimentos estrangeiros, se tributados no país de origem, e uma taxa fixa de imposto de 10% sobre pensões de fonte estrangeira.

Foi lançado para atrair investidores e profissionais num momento em que Portugal era atingido pela crise financeira.

Também podem candidatar-se cidadãos portugueses que residam no estrangeiro há cinco anos ou mais.

O primeiro-ministro António Costa comprometeu-se em Outubro a encerrar o esquema até ao final do ano, dizendo que se tratava de uma “injustiça financeira que já não se justifica”. Esta é uma das medidas incluídas no projeto de orçamento para 2024.

READ  CNN lança Portugal, desenvolvido pela Media Capital e identifica as novas ambições globais de Portugal

Mas depois de Costa ter renunciado no início deste mês, o Partido Socialista, no poder, recuou, sugerindo que deveria permanecer aberto até ao final do próximo ano. A decisão foi aprovada na quarta-feira na votação final do projeto de lei orçamentária.

“É importante proteger as expectativas legítimas das pessoas que já tomaram a decisão de se estabelecer ou regressar a Portugal”, afirmaram os socialistas num comunicado.

Segundo dados oficiais, 74 mil pessoas beneficiaram do regime até ao final de 2022. Deduções fiscais do ano passado

O orçamento do Estado custará 1,5 mil milhões de euros (1,65 mil milhões de dólares), um aumento de 18,5% em termos anuais.

($1 = 0,9106 euros)

Reportagem de Sergio Gonçalves, edição de Caterina Demoni e Gareth Jones

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Obtenha direitos de licenciamentoAbre uma nova aba