dezembro 8, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Ministério das Relações Exteriores: Dezenas de pilotos afegãos estão prestes a deixar o Tajiquistão em breve

Ministério das Relações Exteriores: Dezenas de pilotos afegãos estão prestes a deixar o Tajiquistão em breve

Um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA disse a The Hill que quase 150 pilotos e pessoal da Força Aérea Afegã poderiam ser retirados do Tajiquistão após uma breve espera de vários meses para serem retirados do Afeganistão.

“Os Estados Unidos verificaram a identidade de aproximadamente 150 afegãos, depois de obter acesso ao último grupo em meados de outubro”, disse um porta-voz do Departamento de Estado em um comunicado na sexta-feira.

“Os Estados Unidos esperam mover todos os afegãos identificados juntos em breve”, incluindo a piloto grávida que foi relatada anteriormente pela Reuters como uma das cerca de 150 pilotos e funcionários afegãos detidos no Tajiquistão.

O porta-voz disse que o ministério não poderia fornecer um calendário de quando os pilotos deixariam o país, mas observou que “estamos em contato regular com o governo do Tajiquistão e parte desses contatos inclui coordenação em resposta aos pilotos da Força Aérea Afegã em Tajiquistão. “

As declarações do Itamaraty foram as primeiras Relatado pela Reuters.

Quando os EUA começaram a encerrar sua presença militar no Afeganistão em agosto, pilotos afegãos treinados pelos EUA foram enviados para o Tadjiquistão e o Uzbequistão. Os pilotos afegãos e outros baseados no Uzbequistão foram posteriormente transferidos para os Emirados Árabes Unidos depois que os Estados Unidos fecharam um acordo para essa transferência, de acordo com a Reuters.

Vários pilotos afegãos detidos no Tadjiquistão disseram aos meios de comunicação que a verificação de identidade é a última etapa antes de os pilotos serem levados ao Uzbequistão, e eles foram recebidos recentemente por funcionários da embaixada dos EUA no Tadjiquistão.

Pilotos afegãos disseram à Reuters que estavam preocupados com a idéia de retornar ao Afeganistão, alertando que eles poderiam ser mortos apesar das declarações do Taleban afirmando que nenhum dano seria causado a eles.