maio 28, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Canelo Alvarez sente que venceu Dimitri Bevol e questiona gols dos árbitros

Canelo Alvarez sofreu sua primeira derrota desde 2013 na noite de sábado, com Dmitriy Bivol vence por uma decisão clara sobre ele Em seu evento principal em Las Vegas no DAZN pay-per-view.

Canelo (57-2-2, 39 KO) falou em sua entrevista coletiva pós-jogo, não foi muito congratulatório porque ele estava no ringue logo após a luta, questionou a pontuação dos árbitros, não se comprometeu totalmente com uma imediata revanche ou o que estava por vir, o que é justo, já que a luta terminou há duas horas.

Aqui está uma olhada no que Canelo tinha a dizer no pistão.

Sobre a perda de Dmitriy Bivol

“Pessoalmente me sinto bem. Não dou desculpas. Sinto que ganhei a luta. Acho que talvez, talvez tenha perdido quatro ou cinco rounds, mas definitivamente não perdi a luta. Acho que fiquei um pouco cansado das rodadas finais, mas me senti bem. Vamos ver. O que vem a seguir.”

“Talvez o peso tenha sido um problema menor, e eu não me senti 100 por cento durante uma luta. …Sempre procuro lutas duras. Subi e procurei essa luta dura. Naturalmente, me sinto bem em 168, mas Estou sempre pronto para enfrentar desafios. “Isso é boxe. Esta noite eu estava procurando por grandeza.”

na pontuação

“Acho que, como eu disse, acho que ele venceu quatro ou cinco rounds no máximo. Eu me senti um pouco cansado indo para os rounds finais. Talvez tenha sido por causa da luta. Mas em um nível pessoal, sinto que disse, ele só ganhou quatro ou cinco rodadas.”

Sobre o que ele teria feito diferente na revanche

“Temos que ver. Vou ter que assistir novamente e descobrir o que vamos fazer de forma diferente.”

READ  GM do Nets não está pronto para se comprometer com Kyrie Irving a longo prazo: 'Precisamos de pessoas aqui que queiram estar aqui'

“Não termina assim. Sou uma pessoa muito competitiva, tenho muitos anos pela frente e voltarei mais forte.”

Sobre o que ele sente falta dos juízes

“Muitas vezes sinto que os juízes estão marcando coisas que provavelmente não deveriam. Por exemplo, eu estava bloqueando chutes e girando socos, e acho que é aí que a falta pode ter sido feita.”

Se ele está frustrado com a tomada de poder de Bevol

“Acho que você deve dar crédito a Bivol, ele é um lutador muito duro para acertar a área da cabeça. Você tem que dar crédito a ele.”

no que está em sua mente

“Estou orgulhoso, estou muito orgulhoso e sou uma pessoa muito competitiva. Levantei e lutei aos 175, saí da minha zona de conforto e lutei com um peso que não é meu. Não tem nada de errado nisso. Procuro desafios que os outros possam ter medo de enfrentar porque podem perder. É isso. Estou aqui para isso. Ninguém quer ver lutas onde as pessoas sabem quem vai ganhar. É sobre essas lutas 50/50, e isso é o que as pessoas querem ver.”

Sobre se ele foi ferido em combate

“não.”

Sobre se ele acha que pode lutar mais na 175ª hora após a revanche de Bevol

“Meu peso mais confortável é 168, e é onde me sinto melhor. Vamos ver se podemos enfrentar esta partida novamente.”

Seja para continuar voltando em setembro ou fazer uma pausa

“Vamos ver o que vem a seguir, falar sobre isso e informá-lo.”

Sobre o que ele vai fazer amanhã

“Jogar golfe, eu acho.”

Sobre se essa perda dói tanto quanto Mayweather

“Não, não me sinto assim. Sinto que posso sair dessa luta de cabeça erguida. Dei o meu melhor em outra categoria de peso. Estou procurando desafios na minha carreira que me tirem daqui. da minha zona de conforto. Estou orgulhoso e me sinto bem.”

READ  As melhores fotos da maratona de Nova York dos últimos 50 anos

Sobre se Bevol será um candidato decisivo para sua carreira

“Poderia ser.”

Os juízes devem fazer 4 a 0 após quatro rodadas e perder sete das próximas oito

“Não faz sentido.”

Para ficar muito contra as cordas na luta

“Eu me senti confortável nas cordas. Eu estava lá e consegui fazer as jogadas e bloqueá-las. Me senti muito confortável lá.”

No Team Bivol quem quer renegociar termos na revanche

“Vamos ver.”

Sobre fadiga nas rodadas subsequentes

“Talvez tenha sido (por causa do peso). Eu não sei.”

Se isso fará dele um lutador melhor

“Sempre gosto de aprender com as coisas. Hoje sinto que aprendi muito e vou mostrar isso nas próximas lutas.”

Sobre se ele ainda achava que Bevol era a escolha certa em vez de Benavides ou Charlo

“Sim. É muito importante que eu saia da minha zona de conforto e enfrente esses desafios na minha carreira.”

Se ele se sentiu atrasado na luta

“não.”