Junho 18, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

América adverte sobre uma “situação deteriorada” para o ex-presidente do Níger, Bazoum |  notícias de política

América adverte sobre uma “situação deteriorada” para o ex-presidente do Níger, Bazoum | notícias de política

De acordo com relatos da mídia, o presidente nigeriano e sua família sobrevivem com arroz e macarrão sem eletricidade.

O principal diplomata dos EUA reiterou sua “extrema preocupação” com a saúde do presidente nigeriano deposto, Mohamed Bazoum, após o golpe de 26 de julho que resultou em sua destituição do poder.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, conversou por telefone na sexta-feira com o antecessor de Bazoum, o ex-presidente Mahamadou Issoufou, para falar sobre as “condições de deterioração” enfrentadas pelo líder em apuros.

“O secretário está particularmente indignado com a recusa daqueles que tomaram o poder no Níger em libertar membros da família Bazoum como um sinal de boa fé”, disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Matthew Miller, em um comunicado. leia da chamada.

Bazoum está detido no palácio presidencial em Niamey, capital do Níger, ao lado de sua esposa, Khadiza, e um de seus filhos, Salem.

Ao longo da semana, surgiram relatos na mídia de que a família não tinha comida e água adequadas. A filha de Bazoum, Zazia Bazoum, disse ao The Guardian na sexta-feira que seus parentes sobrevivem com um suprimento cada vez menor de arroz seco e macarrão.

Ela explicou que a eletricidade foi cortada, o que deixou a comida na geladeira apodrecendo depois de mais de duas semanas de confinamento. Ela disse que os três detidos perderam peso, com o peso de seu irmão caindo 10 quilos.

“Você entende que não pode comer apenas arroz e macarrão, dia e noite”, disse Zazia Bazoum ao jornal. “Portanto, é perigoso para a saúde deles. Eles nem têm água limpa para beber e gasolina para [in their stove] Pois cozinhar vai acabar logo também.

Ela acredita que os golpistas pretendem obrigar seu pai a assinar uma carta de demissão. Ela disse: “Isso é tortura.”

A CNN relata que o presidente Bazoum confirmou suas condições de vida em uma série de mensagens de texto compartilhadas com a agência de notícias no início desta semana. Ele não foi visto em público desde que foi detido por sua guarda presidencial.

Desde então, o chefe da guarda presidencial, general Abderrahmane Chiani, nomeou-se líder do governo de transição do Níger.

A subsecretária de Estado interina dos EUA, Victoria Nuland, teve seu acesso negado ao presidente Bazoum quando ela visitou Niamey na segunda-feira.

Mas na quarta-feira, o Departamento de Estado dos EUA emitiu um Comunicado de imprensa Ele disse que Blinken conseguiu falar com o presidente Bazoum em um telefonema, durante o qual transmitiu o “apoio contínuo dos Estados Unidos a uma solução que devolva o Níger ao regime democrático e à ordem constitucional”.

Os líderes do golpe no Níger enfrentaram pressão internacional para restaurar Bazoum ao poder, e a Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), um bloco regional de 15 membros, confirmou na quinta-feira sua disposição de se engajar no “uso da força” como forma de força. A solução final.

A empresa estatal de serviços públicos culpou as sanções internacionais pelas interrupções de energia no Níger. Cerca de 70% da eletricidade do país vem da vizinha Nigéria, que cortou a energia após o golpe. Enquanto isso, os preços dos alimentos dispararam devido às sanções e à suspensão de parte da ajuda internacional.

A recente derrubada do governo marca o quinto golpe bem-sucedido do Níger desde a independência do país da França em 1960.