Fevereiro 20, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

A demissão do governo português será oficializada na próxima semana

A demissão do governo português será oficializada na próxima semana

A demissão do governo socialista de Portugal será oficial a partir de quinta-feira, um mês depois de o primeiro-ministro António Costa ter renunciado ao cargo após estar envolvido numa investigação de tráfico de influência, disse o presidente do país.

Costa anunciou a sua demissão em 7 de novembro, depois de estar envolvido numa investigação de corrupção relacionada com a adjudicação de contratos de energia.

A investigação envolvendo Costa e outros envolveu “apropriação indébita de fundos, corrupção ativa e passiva e tráfico de influência por figuras políticas”, disse um comunicado dos procuradores do Estado.

“O último conselho de ministros será realizado no dia 7 (de dezembro), portanto, na noite do dia 7, o primeiro-ministro irá renunciar”, disse o líder conservador de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, aos jornalistas no sábado. Lisboa.

O líder do governo socialista já tinha deixado claro que não iria tentar a reeleição como chefe do país que lidera desde 2015.

Anúncio – Role para continuar

Anunciou a sua decisão após uma série de detenções e buscas que levaram à acusação do seu chefe de gabinete e do seu ministro das infra-estruturas.

Aceitando a demissão de Costa, o presidente convocou eleições gerais antecipadas para 10 de março.

No entanto, Rebelo de Sousa não anunciou ao mesmo tempo oficialmente a demissão do executivo socialista, que tem maioria absoluta no parlamento para aprovar o orçamento para 2024.

Anúncio – Role para continuar

A lei orçamental foi finalmente adoptada em 29 de Novembro. Quanto à dissolução do Parlamento, confirmou que esta ocorreria no dia 15 de janeiro.

O Presidente anunciou que o Parlamento será dissolvido em 15 de janeiro.

se/er/pvh/jm