Abril 21, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Preços de arrendamento de imóveis caem – Portugal News

Preços de arrendamento de imóveis caem – Portugal News

Ações Idealista O mercado de arrendamento em Portugal está mais equilibrado entre oferta e procura. Os preços do arrendamento das casas em Fevereiro mantiveram-se inalterados face ao mês anterior.

De acordo com o índice de preços Idealista, o custo médio do arrendamento manteve-se inalterado em 15,8€ por metro quadrado (euro/m2), marcando o segundo mês consecutivo. A Mais Habitação confirmou as rendas habitacionais meses depois da aprovação, o que diz já poder afectar o mercado.

Numa base trimestral, o crescimento das rendas habitacionais foi de 2,8 por cento e o crescimento homólogo foi de 18,3 por cento.

Os preços das rendas caíram em cinco capitais de concelho em fevereiro, com Faro (-5,5 por cento) no topo da lista. Seguem-se o Funchal (-5,1 por cento), Leiria (-2,8 por cento), Évora (-1,4 por cento) e Aveiro (-0,9 por cento). Em Coimbra (0,4 por cento) e no Porto (0,2 por cento), os preços mantiveram-se estáveis ​​entre janeiro e fevereiro.

Por outro lado, os preços do arrendamento habitacional aumentaram em Santarém (2,3%), Setúbal (1%) e Lisboa (0,6%).

Lisboa é a cidade mais cara para alugar uma casa, com uma média de 21,5€ por metro quadrado, seguida do Porto (16,9€/m2) e do Funchal (13,8€/m2) em segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Faro (12,2€/m2), Setúbal (11,9€/m2), Coimbra e Aveiro (11€/m2).

As cidades mais económicas para alugar casa são Santarém (7,9€/m2), Leiria (8,2€/m2) e Évora (10,6€/m2).

Entre os 18 concelhos e ilhas analisados, as rendas das casas subiram em fevereiro em Beja (6,8 por cento), São Miguel (5,6 por cento), Viana do Castelo (3,8 por cento), Coimbra (2,3 por cento), Braga (1,5 por cento) e Aveiro ( 0). . ,8 por cento) e Lisboa (0,6 por cento). Contudo, os preços mantiveram-se estáveis ​​em Faro (0,2 por cento), Porto (0 por cento) e Setúbal (-0,2 por cento).

Os preços das casas para arrendar em Fevereiro foram os mais elevados em Portalegre (-6,6%), Castelo Branco (-5%), Santarém (-4,1%), Madeira (-4,1%), Vila Real (-3,8%), Leiria ( – 2,8 por cento), Évora (-2,8 por cento) e Visu (-1,5 por cento).

O ranking dos distritos mais caros para alugar casa é Lisboa (19,7€/m2), seguido do Porto (15,1€/m2), Madeira (13,7€/m2), Faro (13,3€/m2), Setúbal (12,6€). /m2), Coimbra (10,1€/m2), Évora (10€/m2), Beja (9,3€/m2), Leiria (9,3€/m2), São Miguel (9,1€/m2), Aveiro (9,1€/m2). m2) e Braga (9,1€/m2).

Em sentido inverso, Vila Real (5,8€/m2), Portalegre (6,2€/m2), Castelo Branco (6,8€/m2), Viseu (7,3€/m2) e Viana do Castelo são os distritos mais económicos em termos de preços. Para alugar uma casa.

Em fevereiro, os preços do arrendamento habitacional também aumentaram na região autónoma dos Açores (3,6 por cento) e no Alentejo (3 por cento). Os preços caíram na região autónoma da Madeira (-4 por cento) e no centro (-0,8 por cento). As rendas das casas mantiveram-se estáveis ​​na área metropolitana de Lisboa (0,4 por cento), no Algarve (0,2 por cento) e no Norte (-0,2 por cento).