Julho 13, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Emma Corrin pediu um personal trainer para Deadpool 3, mas foi recusada

Emma Corrin pediu um personal trainer para Deadpool 3, mas foi recusada

Emma Corrin revelou em entrevista em vídeo à revista britânica GQ que solicitou um personal trainer para se transformar na vilã Cassandra Nova em “Deadpool e Wolverine” da Marvel, mas o estúdio rejeitou a sugestão. Acontece que passar por uma transformação física não era o que a equipe da Marvel imaginava para a primeira aparição de Corrin no MCU.

“É engraçado porque perguntei se poderia contratar um personal trainer e eles disseram que não, disseram que eu não precisava fazer nenhum treinamento físico, que estava pronto para passar por uma grande transformação, mas disseram: ‘Isso não é exigido de você de jeito nenhum, por favor, pare.’

Os leitores de quadrinhos conhecem Cassandra como a malvada irmã gêmea de Charles Xavier. Ainda não foi revelado como o personagem afetará a história de “Deadpool e Wolverine”. Em sua conversa com Entretenimento semanalKorine disse que Ryan Reynolds e o diretor Shawn Levy lhes contaram que o personagem do vilão Hans Land (Christoph Waltz) no filme Bastardos Inglórios de Quentin Tarantino estava na mente da dupla quando conceberam o personagem do vilão do filme Deadpool e Carcaju.

“Ele é tão educado, gentil e despretensioso, o que é realmente assustador. É ainda mais sinistro porque ele não precisa fazer nada”, disse Corrin.

“Ryan e Sean trouxeram essa ideia, com a qual eu estava totalmente de acordo: ‘Queremos que esse personagem maligno não seja mau no sentido que você espera que ela seja’”, acrescentou Corinne. “Queremos que você seja tão amado por ela, tão encantado por ela, que justamente quando você pensa que talvez ela tenha entrado completamente em sua alma e que vocês se tornarão melhores amigos para o resto da vida, você morra.”

Levy disse anteriormente à revista Empire que pediu a Korine para estrelar o filme depois de vê-los atuar em uma produção teatral de “Orlando” no ano passado. Levi marcou um encontro com Corrin, mas eles não tinham ideia para que servia, dado o extremo sigilo da Marvel. Corrin disse a Levi que eles estavam completamente confusos sobre o MCU e precisariam de um curso intensivo sobre todas as coisas da Marvel se aceitassem o papel.

“Mãos ao alto, não sou fã da Marvel”, disse Korine. “Eu assisti Homem-Aranha e Pantera Negra e disse para mim mesmo: ‘Olha, você precisa me explicar isso em detalhes’”. É um mundo muito complicado. Há tanta coisa nele, é tão confuso. “Toda a linguagem e os ovos de páscoa, e essa pessoa está ligada à pessoa que fez isso, e essa pessoa voltou e essa pessoa morreu… é incrível.”

“Eu realmente entendo por que essa história significa tanto para tantas pessoas”, acrescentou Corinne. “É um fenômeno e me sinto muito sortuda por fazer parte dele. Especialmente ‘Deadpool’, porque adoro o fato de ser uma pessoa. -filme crítico e consciente.

“Deadpool e Wolverine” estreia nos cinemas em 26 de julho. Assista à entrevista completa de Corrin para a GQ britânica no vídeo abaixo.

Adesivo do YouTube