Abril 13, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Conferência UMD para Explorar Perspectivas Globais da Revolução Portuguesa

Conferência UMD para Explorar Perspectivas Globais da Revolução Portuguesa

DARTMOUTH – Portugal representa 50º É o aniversário da Revolução dos Cravos que pôs fim a quase cinco décadas de ditadura Centro de Estudos e Cultura Portuguesa no UMass Dartmouth A Lusofonia reunirá personalidades de diversas disciplinas académicas para discutir os aspectos multifacetados deste evento inaugural de todo o mundo.

De 4 a 6 de abril, o centro organiza uma conferência internacional intitulada “Revolução dos Cravos: Perspectivas Globais” em coordenação com a universidade. Arquivo Luso-Americano Ferreira-Mendes.

“A Revolução dos Cravos trouxe enormes mudanças políticas e sociais para Portugal. Esta conferência é o início de uma conversa muito mais longa sobre o impacto global daquele dia histórico”, disse a Dra. Paula Noverza, diretora do Centro de Estudos e Cultura Portuguesa.

A conferência examinará a causa e o impacto globais do golpe militar de 25 de Abril de 1974, que levou à derrubada do regime do Estado Novo, ao mesmo tempo que reflecte os estudos sobre metrópole, império e diáspora.

O programa foi organizado pelo Dr. Noverza; Dr. Danila Melo, cientista política que leciona ciências sociais na Universidade de Boston; e Dr. Eric Morier-Genoud é professor de história africana na Queen's University em Belfast e antigo professor visitante de estudos portugueses na UMass Dartmouth.

O evento terá início às 13h00 de quinta-feira, 1 de abril, no Centro de Inovação e Empreendedorismo da UMass Dartmouth, em Fall River.

Segundo um comunicado de imprensa, o primeiro dia da conferência irá analisar a diáspora lusófona e o impacto da revolução nas relações luso-americanas.

Um painel de discussão centrou-se em “A Revolução dos Cravos: A Reacção da Diáspora”, o activismo da diáspora portuguesa na Nova Inglaterra e como os “tremores revolucionários” na comunidade portuguesa do Canadá influenciaram a Revolução.

Isto será seguido por outro painel de discussão sobre o impacto da revolução na diáspora africana.

O último painel de discussão do dia centrou-se nas relações Luso-Americanas e na Revolução dos Cravos.

Na sexta-feira, 5 de Abril, a conferência irá para o Museu Baleeiro de New Bedford para examinar os vários factores que levaram à revolução. Os painéis de discussão serão realizados das 9h30 às 18h

Às 12h45 será exibido o premiado documentário de Luisa Marinho e Luisa Sequeira 'O Que Bodem as Palavras'.

READ  O antigo dirigente do BES foi condenado a pagar 8 milhões de euros "sem direito a recurso".

Baseado no livro “Novas Cardas Portuguesas”, de 1972, censurado pelo Estado Novo, o filme traz entrevistas exclusivas com os autores do livro – que ficaram conhecidos como Três Marías – e documentários que refletem a época. Revolução de 25 de abril.

“O Centro tem a honra de facilitar a primeira exibição do documentário nos Estados Unidos”, disse o Dr. Noverza. “Ambos os realizadores estarão presentes para apresentar o filme e responder às perguntas do público. O documentário. Como os realizadores tiveram amplo acesso aos autores de Novas Cartas Portugales, será um filme fascinante de ver e também uma conversa estimulante.”

No sábado, 6 de abril, a conferência será realizada no Charlton College of Business na UMass Dartmouth.

Às 10h30, um painel irá considerar o impacto ideológico global da Revolução dos Cravos.

Uma nova exposição será inaugurada às 12h00 no Arquivo Luso-Americano Ferreira-Mendes.

A conferência terminará com uma mesa redonda com vários membros da comunidade contando como se lembram do dia 25 de abril de 1974.

A conferência é gratuita e aberta ao público, mas é preferível a pré-inscrição. Os interessados ​​deverão enviar nome, filiação (se houver) e datas de visita ao Robin Couto. rcouto@umassd.edu Intitulado “Registro da Conferência CPSC”.

Programação completa da conferência:

Quinta-feira, 4 de abril – Centro de Inovação e Empreendedorismo (CIE), Universidade de Massachusetts Dartmouth

13h00 – 13h30 Lobby CIE: Café e inscrição

13h30 – 14h CIE, CR4A: Endereço de boas-vindas

Dra. Paula CG Noverza, Diretora do Centro de Estudos e Cultura Portuguesa

14h00 – 15h15 Painel 1: Revolução dos Cravos: Reação na Diáspora

Painéis:

-Paula Noverza, UMASSD, presidente

-Daniela Melo, Universidade de Boston, “Revolution Comes to America: Portuguese Diáspora Activity in New England”

-Gilberto Fernandez, Universidade de York (Toronto), “Longing No More: Revolutionary Tremors in the Portuguese Community of Canada”

15h15 – 15h30 Lobby, intervalo

15h30 – 17h00 Painel 2: Cravo Negro I: Revolução na Diáspora Africana

Painéis:

-Eric Morier-Jenod, Queen's University, Belfast, Presidente

-Victor Barros, Nova Universidade de Lisboa, “A Diáspora Cabo-verdiana em Lisboa e a Revolução dos Cravos”

READ  Portugal pode deter uma participação significativa na TAP à medida que o programa de privatizações se aproxima

-Aurora Almada e Santos, Nova Universidade de Lisboa, “As Nações Unidas, o Fim do Estado Novo”

-Iolanda Maria Alves Évora, ISEG, NOVA Universidade de Lisboa, “Contar as nossas histórias, desafiar histórias. “A Revolução dos Cravos na perspectiva dos afrodescendentes”

17h00 – 17h15 Hall de entrada, intervalo

5h15 – 6h45 Painel 3: Relações Luso-Americanas e a Revolução dos Cravos

Painéis:

– Embaixador Sherman, Moderador (temporário)

– Lily Haustad, Universidade de Harvard, “Lições da Revolução dos Cravos: Resistência Armada e Ação Direta Não-Violenta na Perspectiva Global”

-Christiana Leahy, McDaniel College, “Questões Internacionais na Revolução Portuguesa”

-Frédéric Heurtebize, Université Paris Nanterre, “Trabalho dos EUA e a Revolução dos Cravos”

-Miguel Moniz, Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa, “Diplomacia Cultural do Estado Novo e Operações de Influência Política nos Estados Unidos. 1974, Contexto para as Respostas Comunitárias da Diáspora à Revolução de 25 de Abril”

Sexta-feira, 5 de abril – Museu Baleeiro de New Bedford

9h15 – 9h45 Jacobs Family Gallery (JFG): Café e inscrição

9h45 – 10h00 Cook Memorial Theatre (CMT): Bem-vindo,

Dra. Paula CG Noverza, Diretora do Centro de Estudos e Cultura Portuguesa

10h00 – 11h30 CMT: Painel 4: A Revolução dos Cravos através do Prisma da Literatura

Painéis:

– Valéria H. Monteguto de Campos, SESI e Universidade de São Paulo, “Morte e Vida: Antíteses Pré e pas Revolução dos Cravos na Pocia de Sofia de Mello Breiner Andresen”

-Ana Margarida Fonseca, ILCML Universidade do Porto, “Filhas da Revolução: a (in)visibilidade da Escrita Ficcional de Autores Afrodescendentes”

-Conceição Brandão, ILCML Universidade do Porto, “Sacrifício, Liberdade e Memória da Revolução dos Cravos: Entre o Dia dos Milagres e as Memórias de Lydia George”

-Dora Cago, Nova Universidade de Lisboa, “Vozes e Silêncios de Abril nas Memórias de Lydia George: Ernesto Salamida, “O Mensageiro Invisível”

11h30 – 12h30 Galeria Harbour View (HVG): Almoço

12h45 – 14h30 CMT: Exibição do Filme “O Que Bodem aus Palavras” (2022, 77 minutos)

14h30 – 14h45 JFG: Intervalo

READ  Itália pode enfrentar Portugal nas eliminatórias da Copa do Mundo

14h45 – 16h15 CMT: Painel 5: A Revolução dos Cravos: Mulheres e Gênero

Painéis:

-Daniela Melo, Universidade de Boston, Presidente e Apresentadora

-Patrícia Calca, ISCTE Lisboa, “Comportamento Legislativo das Mulheres Portuguesas na Era Democrática (Pós-1974)”

-Jona Mathias, Nova Universidade de Lisboa, “Cravos Rosa: Notas sobre o Lugar do Género e da Sexualidade na História da Revolução”

-Isabel Fryer, acadêmica independente, “A sexualidade era o elefante na sala após a Revolução dos Cravos”

16h15 – 16h30 JFG: Intervalo

16h30 – 17h45 CMT: Painel 6: Cravo Negro II: O Papel da África na Revolução

Painéis:

-Eric Morier-Genode, Queen's University, Belfast, “Moçambique e a Revolução dos Cravos”

-Marcel de Menezes Paredes, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, “A Revolução dos Cravos e as Conexões Globais da Guerra Fria: Uma Perspectiva do Sul”

-Jean-Michael Mabeko-Thali, Universidade Howard, “A Luta Armada Angolana de 1974-75: Como as Lutas Metropolitanas pela Posição Política Afectaram uma Guerra Colonial Já Complexa”

19h00 – 21h00 HVG: Coquetel e Jantar

Sábado, 6 de abril – Charlton College of Business (CCB), Universidade de Massachusetts Dartmouth

10h00 – 10h30 Lobby do CCB: Café e inscrições

10h30 – 12h CCB, 149: Painel 7: Revolução dos Cravos: Impacto Ideológico Global

Painéis:

-Wargeo, Universitas Sumatra Utara (Maden, Indonésia), “Impacto da Revolução dos Cravos para a Indonésia”

-Madhu, Miranda House, Universidade de Delhi, “Nacionalismo, Democracia e Identidade: O Caso de Goa”

-Reinaldo I. Empréstimo, Universidade do Estado de Santa Catarina (Brasil), Entre Revolução e Mudança: O Impacto da Revolução Portuguesa nos Debates da Mudança Política Brasileira (1974-1979)

-Ruy Graça Feijó, Nova Universidade de Lisboa, “Passageiros & Caminhos: Esfera Pública, Agência e Instabilidade na Revolução dos Cravos Portuguesa”

12h00 – 13h00 Exposição Documental Luso-Americana Ferreira-Mendes

13h00 – 14h00 Claire D. Biblioteca Carney, Grande Sala de Leitura, almoço

14h15 – 17h CCB, 149: Mesa Redonda: Revolução dos Cravos: Vozes da Comunidade

5h15 – 6h45 Painel 3: Relações Luso-Americanas e a Revolução dos Cravos