Junho 14, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Alemanha e Portugal dizem que ainda não é o momento certo para reconhecer um Estado palestino

Alemanha e Portugal dizem que ainda não é o momento certo para reconhecer um Estado palestino

Os líderes da Alemanha e de Portugal disseram na sexta-feira que não era o momento certo para reconhecer um Estado palestino, depois de três outros países europeus terem anunciado planos para o fazer.

“Não temos motivos para reconhecer a Autoridade Palestiniana como um Estado separado”, disse o presidente Olaf Scholz numa conferência de imprensa após conversações com o primeiro-ministro português, Luis Montenegro.

“Não há clareza sobre o território do estado e outras questões relacionadas”, disse ele.

“O que precisamos é de uma solução negociada de dois Estados entre Israel e os palestinos. Mas ainda estamos muito longe disso”, disse ele.

“O reconhecimento da identidade do Estado não nos levará mais longe em direção ao objetivo”, acrescentou.

Anúncio – Role para continuar


Falando na mesma conferência de imprensa, Montenegro disse que Portugal também não estava em condições de reconhecer o Estado palestiniano.

“Estamos aguardando que as questões (relacionadas) sejam discutidas mais aprofundadamente na UE”, acrescentou.

Irlanda, Noruega e Espanha anunciaram na quarta-feira que reconheceriam um Estado palestino na próxima semana.

Anúncio – Role para continuar


O anúncio provocou a ira de Israel, que alertou para “graves consequências” nas relações com os países europeus.

Durante décadas, o reconhecimento formal de um Estado palestiniano foi visto como o objectivo final do processo de paz entre os palestinianos e Israel.

Os Estados Unidos e a maioria dos países da Europa Ocidental afirmaram que estão prontos para um dia reconhecer um Estado palestiniano, mas não antes de ser alcançado um acordo sobre questões espinhosas, como as fronteiras definitivas e o estatuto de Jerusalém.

hmn/mar/gil