janeiro 27, 2023

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Tribunal diz que ativistas climáticos de Portugal devem pagar multas por protesto

Lisboa, 16 de dezembro: Um tribunal português multou na sexta-feira quatro ativistas climáticos por ocuparem um prédio de uma universidade para protestar contra o que consideraram inação política em relação às mudanças climáticas.

Os manifestantes, todos estudantes entre os 19 e os 22 anos, ocuparam o edifício da Faculdade de Letras de Lisboa durante cinco dias no mês passado, obrigando-os a sair e detendo-os temporariamente a 11 de novembro. O tribunal os considerou culpados de desobediência.

“Independente das razões que todos aceitam, temos que fazer de acordo com as regras da sociedade”, disse o juiz Antonio Gallado ao ler a sentença, da qual ainda cabe recurso.

De acordo com a decisão do juiz, cada ativista deve pagar uma multa de 295 euros (US$ 312,61). Se não puderem pagar de uma vez, podem pagar em prestações ou prestar serviços comunitários.

“Não achamos justo que nos tornem criminosos por lutar pelo meio ambiente”, disse Ana, uma das estudantes condenadas, à emissora RTP fora do tribunal. Os manifestantes não informaram seus nomes completos.

A Faculdade de Humanidades é uma das várias universidades e escolas secundárias da cidade onde jovens, revoltados com a crise climática, foram ocupados no mês passado.

Eles saíram às ruas de Lisboa e cercaram o prédio onde o ministro da Economia de Portugal, Antonio Costa e Silva, discursava para exigir a renúncia do ex-executivo do petróleo ao governo.

($ 1 = 0,9437 euros)

Relatório de Katerina Demoni; Edição por Josie Gao

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

READ  Danny: A estrela portuguesa que governou a Rússia e o bassset no Porto