agosto 7, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Quais os bens que mais subiram de preço em Portugal?

O preço de um cabaz de bens essenciais subiu 75 cêntimos, subindo 0,37% face à semana anterior para 205,54 euros, segundo cálculos da Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor (DECO). Grãos integrais, arroz, atum, tomate, macarrão espiral, pernas de peru e maçãs aumentaram de preço na semana passada.

A invasão da Ucrânia pela Rússia acelerou ainda mais os aumentos dos preços da energia e as secas, exacerbando o aumento dos preços das commodities. Desde então, o preço do cabaz de produtos essenciais aumentou 21,91 euros, o que representa um aumento de 11,94% face ao valor registado a 23 de fevereiro, segundo o cabaz monitorizado pela Deco, com base em 63 produtos alimentares essenciais. Peru, frango, pescada, carapau, cebola, batata, cenoura, banana, maçã, laranja, arroz, esparguete, açúcar, fiambre, leite, queijo e manteiga.

Depois de registar uma descida na semana de 6 a 13 de julho, o preço do cabaz monitorizado pela Deco aumentou 75 cêntimos para 205,54 euros na semana passada, face a uma estimativa de 204,79 euros em 13 de julho.

Enorme aumento de preço

Na última semana, entre 13 e 20 de julho, os 10 itens que registraram maiores aumentos de preços foram “grãos integrais (+26%), arroz (+11%), atum em azeite (+9%), tomate (+ 9%), massa espiral (mais 9%), perna de peru (mais 8%), ervilhas congeladas (mais 6%), dedos de peixe (mais 6%) e maçãs de gala (mais 6%)”.

READ  Alterações às Regras em Vistos Gold e Investimento Imobiliário em Portugal