janeiro 29, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Portugal detectou 13 casos de variação Omigron no Lisboa Futebol Clube

Em 25 de novembro de 2021, um homem usando uma máscara protetora passa por uma infecção por vírus corona (COVID-19) no centro de Lisboa, Portugal. REUTERS / Pedro Nunes

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

LISBOA, 29 de novembro (Reuters) – Portugal detectou 13 casos da variante omigron do vírus Corona envolvendo jogadores e funcionários do clube de futebol de Lisboa Belenens, após o recente retorno de um jogador da África do Sul, informou a Autoridade de Saúde DGS.

A nova variação foi descoberta depois de o Belenens disputar a partida da Prima Liga com o Benfica, no sábado.

O jogo começou com apenas nove jogadores do Balances em campo, já que suas outras equipes estavam isoladas e apenas sete voltaram a campo após o intervalo. O jogo foi interrompido aos dois minutos da segunda parte, com o Benfica a vencer por 7-0. consulte Mais informação

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

“Estamos todos sozinhos, exceto pelo time de juniores que não jogou no sábado e 44 estão sozinhos em casa”, disse um porta-voz do clube na segunda-feira.

“Dois ou três soldados e dois ou três funcionários apresentam sintomas, mas nada muito sério. Os demais são assintomáticos. Todos aguardam para serem testados novamente, assim que a comissão de saúde aprovar”, acrescentou.

Os dirigentes do Benfica e do Belenenses disseram em conferência de imprensa no sábado que não têm escolha a não ser disputar o torneio ou correr o risco de serem punidos por serem “injustos”. Eles culparam a liga e o DGS por não permitirem o adiamento do jogo.

Depois de voltar a Portugal na semana passada de uma missão internacional na África do Sul, o zagueiro do Pelances, Kafu Bette, testou positivo para Kovit-19.

READ  "Drones marítimos" internacionais estão a ser testados em Portugal

O DGS disse que não comentou sobre a partida de futebol na segunda-feira. Um porta-voz da DGS disse que adiar o jogo não era responsabilidade da autoridade de saúde, mas sim avaliar o status do COVID-19 e implementar medidas como o auto-isolamento para prevenir a propagação da doença.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

Relatório de Katrina Demoni e Andre Khalif; Edição de Andre Caliph e Ed Osmond

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.