outubro 23, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Os vencedores regressam à Maratona de Lisboa

Os etíopes Andulalem Belay Shiferaw e Sechale Dalasa, vencedores em 2019, regressam a Portugal para disputar a oitava edição da Maratona de Lisboa.

Depois do intervalo de 2020, devido à epidemia de Covit-19, a Maratona de Lisboa, Meia Maratona e Mini Maratona vão voltar ao calendário nacional e internacional no dia 17 de outubro, com várias restrições como um número limitado de 11.500 participantes com a participação de alguns dos melhores atletas.

“Só temos dias para nos encontrarmos. Um encontro não é fácil porque ainda não temos o talento mental que temos nos países nórdicos”, lamentou Carlos Moya, referindo-se às dificuldades e restrições na organização de jogos no evento. De antemão, “uma grande meia maratona e uma grande maratona” é considerada “uma das mais belas do mundo”.

Andulalem Bele Shiferav, o recordista da Maratona de Lisboa, com o tempo das 2: 06h00. Comorcio, em Lisboa.

Na prova feminina, além de Sekale Thalassa, estarão as quenianas Agnes Gerudo Barzosio (2:25), Jane Gelagat Serie e Alice Serono Lucat e a etiópia Gerfi Limine Thesema na liderança. 26, e Chetia Santos é a única representante nacional dos atletas do Quênia, Etiópia, Uganda, Eritreia e Marrocos.

A 21ª edição da Meia Maratona, que começa às 10h30 na Ponte Vasco da Gama e termina no Prana do Comorcio, decorrerá em simultâneo com a mini maratona de oito quilómetros e trará três atletas masculinos a Portugal no dia 59 minuto. Kanga.

READ  Aeroporto de Heathrow: voos baratos para Portugal e Lisboa