outubro 24, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Os pacotes de serviços prosperam em Portugal

No final do primeiro semestre deste ano, o número total de assinantes registados em Portugal era de 4,3 milhões.

Segundo o regulador da ANACOM, este valor é 161.000 (3,9%) superior ao de igual período de 2020. O maior crescimento foi nas ofertas 4 / 5P (+114.000) e o menor foi nas ofertas 3P (+55.000).

A ANACOM indica que as ofertas 4 / 5P são as mais utilizadas com 2,2 milhões de assinantes ou 50,8% do total, seguindo-se as ofertas 3P com 1,7 milhões (39,5%). A receita de serviços empacotados no primeiro semestre foi de cerca de US $ 888 milhões, um aumento de 3,5% em relação ao ano anterior.

A receita das ofertas 4 / 5P é de 63,1% do total. O ARPU AT foi de 34,58, sem IVA (-0,7% em relação ao mesmo período do ano anterior). Rentabilidade média mensal das ofertas 4 / 5P (-1,9%). +27,65 (+ 1,0%) para as ofertas 43,20 e 3P.

O Meo detém a maior base de assinantes de serviços em pacote (40,8%), seguido do Grupo Nos (36,2%), Vodafone (19,6%) e Nowo (3,4%). Em comparação com o período homólogo do ano anterior, a quota dos assinantes da Vodafone e da Mio aumentou 0,8 e 0,3 pp, respetivamente, enquanto a quota da Grubo Nose e Novo diminuiu 0,8 e 0,3 pp, respetivamente.

A maior parte das receitas de pacotes de serviços foi de Mio (41,1%), seguida do Grupo (40,0%), Vodafone (16,8%) e Novo (2,1%). Em comparação com o mesmo período do ano passado, a Vodafone e a Mio aumentaram a quota de receitas em 1,3 e 0,5 pp, respetivamente, enquanto o número do Grupo e a Novo (-1,3 e -0,5 pp, respetivamente) diminuíram.