junho 3, 2023

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Movimentos cautelosos no mercado imobiliário

A queda foi acompanhada de maior cautela do mercado em relação à inflação, aumento dos juros e instabilidade econômica e geopolítica. Este valor foi 14% inferior ao investimento imobiliário apurado nos primeiros três meses de 2019, “o que mostra que o imobiliário comercial em Portugal continua a ser um mercado muito atrativo para investidores nacionais e internacionais”.

Do total de investimentos, 67% foi alocado a imóveis de retalho (153 milhões de euros), 14% ao setor da logística (33 milhões de euros), 16% a edifícios de escritórios (38 milhões de euros) e 3% a cuidados de saúde (seis milhões de euros) . . Mais de metade (56%) das transações foram realizadas em Lisboa e 83% dos investimentos empresariais tiveram origem no estrangeiro, com destaque para os Estados Unidos.

“Apesar da diminuição do nível de investimento no primeiro trimestre face ao ano anterior, o mercado imobiliário português apresenta fundamentos sólidos e faz de nós um país com capacidade para continuar a atrair investimento estrangeiro. procura latente de produtos dinâmicos em sectores e sobretudo na logística, ou seja ‘share’ só prejudicada pela escassez”, afirma Nuno Nunes, Head of Capital Markets da CBRE Portugal.

Sublinhou que o sector hoteleiro tem registado “uma dinâmica empresarial muito forte” e isso está a encorajar os investimentos. Mesmo assim, observou ele, há uma lacuna aparente entre as expectativas do vendedor e os preços que os compradores estão dispostos a pagar.

“Embora haja alguma incerteza, estamos confiantes de que esse ajuste acontecerá naturalmente e que as transações interessantes continuarão para ambas as partes”, concluiu.

Com sede em Dallas, o Grupo CBRE conta com 115.000 colaboradores e clientes em mais de 100 países.