fevereiro 7, 2023

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Ministra da Defesa alemã, Christine Lambrecht, renuncia em meio à reação da guerra na Ucrânia

A ministra da Defesa alemã, Christine Lambrecht, apresentou oficialmente sua renúncia na segunda-feira.

Imagem Aliança | Imagem Aliança | Getty Images

A ministra da Defesa alemã, Christine Lambrecht, apresentou sua renúncia na segunda-feira, em meio ao escrutínio da resposta de Berlim à guerra na Ucrânia.

“Hoje eu pedi ao chanceler para ser dispensado do cargo de ministro da Defesa”, disse Lambrecht em um comunicado, de acordo com uma tradução da CNBC.

Sua renúncia ocorre quando a Alemanha considera se concorda em aumentar o apoio militar à Ucrânia para ajudar as forças armadas em Kyiv a prevalecer contra a ofensiva russa.

“O foco da mídia por meses em um assunto pessoal dificilmente permite reportagens e discussões objetivas sobre soldados, as forças armadas e o curso da política de segurança para o benefício dos cidadãos alemães”, disse Lambrecht.

Ela acrescentou: “O trabalho inestimável que está sendo feito pelos soldados e por tantas pessoas apaixonadas na indústria deve vir à tona. Então, decidi disponibilizar minha posição.” “Agradeço a todos que estão envolvidos em nossa segurança todos os dias e desejo sinceramente a todos o melhor para o futuro.”

Lambrecht, parlamentar sênior do Partido Social Democrata do chanceler alemão Olaf Scholz, tem enfrentado pressão constante sobre sua credibilidade para liderar as forças armadas do país.

Vários meios de comunicação noticiaram no fim de semana que a renúncia de Lambrecht pode ser iminente, após uma série de gafes.

Esta é uma notícia de última hora, volte mais tarde para mais informações.

— Sophie Kiderlin da CNBC contribuiu para este relatório.