julho 1, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Lululemon processa Peloton por violação de patente

Lululemon processa Peloton por violação de patente

A varejista de roupas esportivas Lululemon processou a empresa de fitness Peloton na segunda-feira, acusando-a de infringir uma patente sobre designs para uma nova linha de leggings e sutiãs esportivos.

A ação, movida no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Central da Califórnia, acusa Peloton de violação de identidade visual, falsa denominação de origem e concorrência desleal. Lululemon está buscando uma liminar contra Peloton, bem como um julgamento do júri e danos e outros danos monetários.

Peloton e Lululemon encerraram uma relação comercial conjunta este ano, uma divisão que Peloton descreveu como cordial, de acordo com documentos judiciais. Peloton lançou uma nova marca de roupas em setembro.

Em seu terno, Lululemon disse que cinco sutiãs e leggings femininos da marca Peloton, incluindo o Strappy Bra, Cadent Laser Dot Bra e Cadent Laser Dot Legging, “violavam” seis patentes da Lululemon.

Lululemon também afirmou que um produto Peloton chamado One Luxe Tight era uma imitação de um dos bestsellers de Lululemon, Align Pant.

Peloton não quis comentar o processo na terça-feira.

Shannon Higginson, vice-presidente sênior, conselheira geral e diretora de conformidade da Lululemon, disse em um comunicado que a empresa está “confiante em nossa posição e espera resolver adequadamente esta questão nos tribunais”.

“Ao contrário de inovadores como Lululemon, Peloton não gastou tempo, esforço e despesas para criar uma linha de produtos original”, disse Lululemon em sua reclamação. “Em vez disso, a Peloton copiou muitos dos designs inovadores da Lululemon e vendeu produtos Lululemon falsos, alegando serem seus próprios.”

O processo é a mais recente escalada em uma disputa entre as duas marcas populares. Em 24 de novembro, Peloton entrou com uma queixa no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York, solicitando que o tribunal declarasse que não infringia nenhuma das patentes de Lululemon.

READ  Funcionário da franquia Applebee é demitido por e-mail vazado

Peloton disse em sua reclamação que sua mercadoria “tem diferenças claras e distintas que permitem que os produtos sejam facilmente distinguidos” daqueles da Lululemon.

Em 11 de novembro, os advogados de Lululemon enviaram uma carta de cessar e desistir para Peloton dizendo que a empresa processará a menos que Peloton pare de vender “produtos de gato clone” que infringem os “direitos de patente de design e aparência comercial” da Lululemon.

Peloton disse em sua reclamação que “as alegações de Lululemon careciam de qualquer mérito”, acrescentando que “as marcas registradas e os logotipos da empresa são tão distintos e bem reconhecidos, que misturar produtos é impossível”.