dezembro 1, 2022

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Força mercenária russa Wagner inaugura sua primeira sede oficial |  notícias da guerra entre a rússia e a ucrânia

Força mercenária russa Wagner inaugura sua primeira sede oficial | notícias da guerra entre a rússia e a ucrânia

A União Europeia acusou o Grupo Wagner de cometer graves violações dos direitos humanos na Ucrânia, África, Síria e Líbia.

O anteriormente secreto Grupo Wagner russo, uma força mercenária especial, abriu sua primeira sede oficial na cidade russa de São Petersburgo.

O grupo, controlado por Yevgeny Prigozhin, um aliado próximo do presidente Vladimir Putin, inaugurou seu reluzente prédio de vários andares com fachada de vidro – encimado por uma grande placa branca “Wagner” – na sexta-feira.

A abertura do “Centro Wagner” é vista como mais um passo de Prigozhin para divulgar suas qualificações militares e desempenhar um papel mais público na formação da política de defesa da Rússia.

A sede pública de Wagner segue os passos recentes de Prigozhin para melhorar sua imagem pública, em comparação com os anos que o empresário russo passou operando seu poderio militar nas sombras.

Prigozhin fez uma série de intervenções francas sobre os reveses da Rússia em sua guerra na Ucrânia, e juntou-se ao líder checheno Ramzan Kadyrov para zombar do desempenho dos generais de Moscou.

Há muito tempo ele nega estar por trás de Wagner, cujos soldados contratados apoiam os militares russos na Ucrânia e operam na África, Síria e Líbia.

Prigozhin no mês passado confirmou publicamente pela primeira vez que ele é o fundador da Wagner.

A União Europeia acusou o Grupo Wagner, cuja maioria dos membros são ex-funcionários, de abusos dos direitos humanos e disse que realizou operações secretas em nome de Moscou. Os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções a Prigogine por seu papel no grupo.

Em 2021, a União Europeia disse que o Grupo Wagner era responsável por abusos, incluindo tortura e execuções extrajudiciais, na Ucrânia, Síria, Líbia, República Centro-Africana, Sudão e Moçambique.

READ  Presidente diz que 'Ucrânia certamente vencerá' Ucrânia

“A missão do PMC Wagner Center é fornecer um ambiente confortável para a geração de novas ideias para melhorar a capacidade de defesa da Rússia”, disse Prigozhin em comunicado marcando seu lançamento na sexta-feira.

Não havia sinais na abertura do próprio Prigozhin, que às vezes é chamado de “chef de Putin” devido ao seu extenso negócio de catering que varreu os contratos do governo.

A inauguração do grande edifício de escritórios de aço e vidro na sexta-feira contou com a presença de uma mistura de veteranos uniformizados e jovens profissionais da esfera tecnológica e cultural, com palestras de figuras nacionalistas e pró-Kremlin dizendo que a sede da Wagner ajudará “a tornar nosso grande país ainda melhor”.

Uma visão interior do PMC Wagner Center, um projeto implementado pelo empresário e fundador do grupo militar privado Wagner Yevgeny Prigozhin, durante a abertura oficial do prédio de escritórios em São Petersburgo, Rússia, 4 de novembro de 2022 [Igor Russak/Reuters]

Pessoas em roupas camufladas vagavam pelos corredores cinzas do prédio, olhando para uma exposição de drones militares. Um caminhão decorado com o símbolo “Z” usado pelas forças russas na Ucrânia estava estacionado do lado de fora.

“Convidamos start-ups que trabalham na área de tecnologia da informação e tecnologia industrial e aquelas que desenvolvem novas ideias e estão prontas para aplicá-las no campo da defesa nacional”, disse Anastasia Vasilevskaya, secretária de imprensa do centro.

“Claro que temos interesse em projetos que possam servir de alternativa às importações”, disse.

As sanções ocidentais contra Moscou desde a invasão da Ucrânia tornaram difícil para a Rússia comprar tecnologia de armas estrangeiras.

“A criação de tal centro demorou muito. A única coisa é que parecia muito tarde”, disse Alexei Savinsky, um voluntário de Wagner, vestido com uniformes de camuflagem.

Este centro teve que ser inaugurado um ano antes da operação militar especial. Então, está dois anos atrasado”, disse ele, usando o termo oficial da Rússia para a invasão da Ucrânia.

READ  Choque na França após arrastão gigante lançar 100.000 peixes mortos na costa | pescaria