dezembro 8, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

China rebaixa relações diplomáticas com a Lituânia por causa da questão de Taiwan

China rebaixa relações diplomáticas com a Lituânia por causa da questão de Taiwan

A China considera o governo autônomo e democraticamente governado de Taiwan como seu próprio território, sem direito às armadilhas do Estado, e intensificou a pressão sobre os Estados para reduzir ou cortar suas relações com a ilha, mesmo as informais.

Pequim já havia expressado raiva pelo fato de a Lituânia – que tem relações formais com a China, mas não com Taiwan – ter permitido que Taiwan abrisse seu escritório no país, e chamou de volta seu embaixador em agosto.

O escritório de representação taiwanês foi inaugurado na Lituânia na quinta-feira. Outros escritórios de Taiwan na Europa e nos Estados Unidos usam o nome Taipei, evitando referências à própria ilha, o que só enfureceu ainda mais Pequim.

Em uma declaração contundente, o Ministério das Relações Exteriores da China disse que a Lituânia havia ignorado a “posição oficial” da China e as normas básicas das relações internacionais ao permitir que Taiwan estabelecesse seu escritório de representação na Lituânia.

A medida “minou a soberania e a integridade territorial da China e interferiu abertamente nos assuntos internos da China, e criou um ‘mau precedente no nível internacional'”, acrescentou ela, acrescentando que as relações seriam reduzidas ao nível de encarregado de negócios, menos de o embaixador.

“Instamos o lado lituano a corrigir imediatamente seus erros e não subestimar a firme determinação e determinação do povo chinês de defender a soberania nacional e a integridade territorial.”

O ministério acrescentou que não importa o que Taiwan faça, não pode mudar o fato de ser parte da China.

Taiwan afirma ser um país independente chamado República da China, seu nome oficial, e que a República Popular da China nunca o governou e não tem o direito de falar em seu nome.

Taiwan incentiva um maior apoio internacional em face da pressão militar e diplomática chinesa, especialmente dos Estados Unidos e alguns de seus aliados.

READ  Pescadores franceses ameaçam fechar o túnel do Canal da Mancha e portos em protesto contra licenças de pesca

Washington ofereceu apoio a Vilnius para resistir à pressão chinesa, e a Lituânia vai assinar um acordo de crédito de exportação de US $ 600 milhões com o Banco de Exportação e Importação dos EUA esta semana.

Apenas 15 países têm relações diplomáticas formais com Taiwan.

Taipei pode perder outro aliado para Pequim após as eleições presidenciais em Honduras no final deste mês, já que um candidato apoiado pelos principais partidos da oposição lidera as pesquisas de opinião.

Se eleita, Chiyomara Castro se compromete a estabelecer relações formais com a China.