Maio 27, 2024

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

Algarve aposta em “novas razões para visitar”.

Algarve aposta em “novas razões para visitar”.

Este é um dos projetos apresentados pelo Presidente da RDA, Jono Fernandez, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que busca capitalizar o passado e a história da região durante a Era dos Descobrimentos para expandir a oferta turística e reduzir a sazonalidade na região.

João Fernández destacou ainda o centro expositivo do Castelo de Ságres, no concelho de Vila do Bispo, alusivo aos descobrimentos e à expansão portuguesa, que representa o passado e o contributo do Infante Dom Henrique para este desígnio.

“A abertura do Centro de Interpretação de Sagres, o próprio primeiro-ministro, é um aspecto importante para a diversificação da oferta, que é um dos objectivos da nossa estratégia, que é criar novos motivos de visita, enriquecer a visita daqueles que nos visitam”, disse João Fernandez.

O responsável da RTA adiantou que o projecto vai transformar a Caravela Boa Esperança num centro interpretativo dos descobrimentos portugueses, procurando criar mais um ponto de atracção para os residentes que visitam o Algarve.

“A caravela do século XVI, uma réplica que temos e já deu várias voltas ao mundo, está agora disponível para visitas”, explicou o responsável do Turismo do Algarve.

O responsável adiantou que com o projecto, um navio construído em madeira em Vila do Conde e lançado pela primeira vez vai ser reconstruído por especialistas que recriaram técnicas de construção naval do século XV.

Jono Fernandez explicou que os visitantes “vão ter oportunidade de perceber como era viver numa caravela e em particular os mares que a caravela Boa Esperanza navegou”.

Depois da apresentação de hoje na BTL, que decorre na Feira Internacional de Lisboa até domingo, o presidente da RTA adiantou que o Centro de Interpretação da Caravela Boa Esperança “será inaugurado no dia 21, altura em que o navio estará na Marina de Lagos”. de Faraó.