setembro 18, 2021

O Ribatejo | jornal regional online

Informações sobre Portugal. Selecione os assuntos que deseja saber mais sobre a Folha d Ouro Verde

A transportadora portuária de bandeira TAP regressa ao ar em Outubro-EURACTIV.com

A TAP, de bandeira nacional, planeia implementar o seu plano de reestruturação em Outubro, afirmou a sua CEO, Christine Vermeers-Whitener, numa entrevista para a newsletter interna da empresa.

Explicando que prefere falar sobre uma “mudança” em vez de reestruturação, Ourmières-Widener Recuperado O papel da Comissão Europeia e do Governo português no processo.

“Em primeiro lugar, existe esta dimensão da Comissão Europeia – eles conhecem o nosso plano, falamos sobre ele, é orientada pelo governo porque estamos a falar de ajuda estatal”, insistiu, acrescentando que a transportadora estava “definitivamente” envolvida na as negociações.

“Sobre o projeto: acho que está claro o que estamos fazendo agora e o que queremos no futuro”, disse ele, acrescentando que “ele se concentrará na reestruturação de custos” e na capacidade de ajuste conforme necessário.

Ourmières-Widener enfatizou a importância de estar perto dos clientes e afirmou “uma dimensão do funcionário”, mas não deu mais detalhes.

“Este é um projeto abrangente e complexo e pretendemos implementá-lo em outubro”, acrescentou.

“Hoje, por alguns meses e no próximo ano, estamos trabalhando com mais precisão e detalhes sobre o que queremos fazer”, disse Ourmières-Widener.

“É sempre difícil prever o que queremos fazer em quatro ou cinco anos a partir de um plano de ação, mas pelo menos queremos começar a anunciar o máximo possível sobre os próximos meses e quais são as prioridades para o próximo ano.

Em 10 de junho, a TAP Air Portugal anunciou formalmente à Comissão Europeia que iria conceder 3,2 mil milhões de ajuda ao grupo, através de uma empresa estatal, a TAP Air Portugal, para um projeto de reestruturação.

“Acho que o avião está passando por uma crise muito difícil desde que foi construído”, disse o presidente-executivo da companhia aérea.

READ  Você está violando uma segunda cidadania? Selecione Portugal - Notícias

O CEO da TAP mostrou-se otimista com as perspectivas da aeronave, dizendo que espera que seja difícil lidar com a crise, mas ao mesmo tempo acredita que seremos mais fortes depois disso.

Ourmières-Widener prevê “algumas mudanças na aviação comercial” que “algumas empresas, como as companhias aéreas de baixo custo, serão ainda maiores porque têm uma posição de caixa muito mais forte do que as transportadoras de bandeira como a TAP”.

Ele ressaltou que os clientes estão “mais dispostos a acessar serviços online” do que usar agências de viagens.

“A mudança digital que esperamos será ainda mais forte e precisamos ouvir e entender as tendências que estão prontas para responder quando os sinais de recuperação começarem a aparecer”, disse Ourmières-Widener.

“As viagens de negócios não vão voltar ao mesmo nível de lazer, mas a TAP está mais bem preparada como companhia aérea do que outras companhias aéreas porque é mais forte no lazer face a outras companhias aéreas de bandeira”, acrescentou. (Alexandra Noronha, Lusa.ft)