páginas de topo

Tag Archives | Armando Fernandes

Espuma dos dias – Mário Soares

Morreu o Homem. De imediato os comentaristas apropriaram-se da sua vida acabada de expirar, esventraram-na, dissecaram-na de frente e do avesso, parecendo nada ter ficado por dizer e lembrar. O fio condutor entre o estadista e o dirigente partidário, fruto de um poderoso desconhecimento, redundou em verborreia do eu acho e o lustroso narcísico está […]

Continuar a ler 0

Espuma dos dias – Veículos

As senhoras e os senhores peroravam em economês na análise ao estrambólico sistema financeiro português. Ao torto, e ao direito, aludiam a veículos no sentido de serem sanadas as chagas vivas e purulentas da banca nacional e italiana. Incomodado ante a minha evidente incultura no entendimento dos veículos financeiros a não os utilizados no transporte […]

Continuar a ler 0

Espuma dos dias – Potencialidades locais e regionais

A mulher à pergunta sobre Santarém respondeu: pouco conheço da cidade, só venho cá trabalhar, mas tem muitas potencialidades. A flatulenta resposta é reveladora do empobrecimento do conceito de potência, daí não causarem surpresa as declarações de agentes políticos a aspirantes a tal prometendo fazer simulacros da Torre de Babel, exibindo estridente vacuidade acerca do […]

Continuar a ler 0

Espuma dos dias – Fragmentação

A procura do entendimento das atitudes políticas é um exercício de interpretação contínua. É de maior acuidade nos prelúdios das eleições. A análise traz ao de cima a fragmentação num configurado estrepitoso ao arrepio da vontade dos fautores da divisão porque um factor externo, fortuito, conduziu à antecipação, ao não previsto, no deflagrar do plano. […]

Continuar a ler 0

Espuma dos dias – Imbecilidades

O filósofo Javier Marías, debaixo do título Urdiendo Imbecilidades, publicou no El País momentoso artigo sobre os dislates e incongruências a correrem nas redes sociais, onde dois fulanos passam de imediato à condição de colectivos. O pensador espanhol dá exemplos, acrescentando inquietações ante a invasão dos “bárbaros” sem pejo ou pudor, muito menos freio no […]

Continuar a ler 0

O triunfo de Trump

O soporífero escritor Zimler apareceu na televisão a proclamar o seu enjoo pela vitória de Trump. O delicado nova-iorquino naturalizado português está descorçoado, entendo-o, o seu perfumado voto e o dos delicados estetas da elite perderam ante os votos suados, mal cheirosos dos trabalhadores rurais, dos operários, habituados a trabalharem entre 10 a 14 horas […]

Continuar a ler 0

O Ribatejo, demiurgo

Este jornal comemora trinta e um anos de idade. Rotunda banalidade dirá o leitor. Talvez não, estimado leitor. Até me atrevo a apodá-lo de Demiurgo, no sentido helénico. Demiurgo na condição de operário público, ao serviço da Comunidade, artífice da expressão de ideias convergentes e contrárias. Demiurgo ou seja operário de condição livre, às vezes […]

Continuar a ler 0

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes