Roteiro para o fim de semana em Santarém

em Cultura

Esta sexta-feira, dia 9 de novembro, a partir das 17h00, tem lugar a 2ª edição da Feira de Outono – São Martinho, na EB1/JI de Amiais de Baixo. Esta feira consiste na venda de produtos oferecidos pelos encarregados de educação (bolos, broas, marmelada, enchidos, frutos secos, entre outros). Também vai haver tasquinhas da APAB com comes e bebes. O objetivo desta feira é angariar fundos para a visita de estudo dos alunos da escola no Natal. Durante a feira, vão atuar as crianças do Jardim de Infância, do 1º Ciclo e da Robustuna Afonsina de Casais Robustos.

 

Às 21h00, tem início o FÓS – I Festival de Órgão de Santarém com um Concerto de Órgão e Canto, com Margarida Oliveira, no Órgão e Bruno Nogueira, no Canto, na Igreja da Misericórdia. De 09 a 18 de novembro, Santarém oferece seis dias de (re)encontros entre o Património que existe na Cidade. Um encontro que o Festival de Órgão de Santarém quer celebrar, pela primeira vez, com seis Concertos, uma Missa e seis Mini-Recitais, em seis órgãos de tubos ibéricos, instalados na cidade de Santarém, que têm lugar na Igreja da Misericórdia, na Catedral de Santarém, na Igreja de Nossa Senhora da Piedade, na Igreja de S. Nicolau, na Igreja de Nossa Senhora de Marvila e na Igreja de Santa Maria da Alcáçova.

Nesta viagem de seis dias, o Festival de Órgão de Santarém – FÓS pretende divulgar não apenas o singular património organístico de Santarém, mas, simultaneamente, as pessoas que se dedicam à arte da música nesta Cidade. O FÓS conta com a participação de músicos e instituições musicais do Distrito, tais como o Conservatório de Música de Santarém, o Coro do Círculo Cultural Scalabitano e a Schola Cantorum da Catedral de Santarém.

O I Festival de Órgão de Santarém nasce da vontade de três entidades: a Câmara Municipal de Santarém, a Diocese de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém, com o apoio do Conservatório de Música e Artes do Centro (CMAC), num investimento de 22 mil euros, financiado em 20 mil euros pela Câmara de Santarém com o objetivo de criar uma vivência de aproximação e abertura deste património à Cidade e às suas gentes.

Às 21h30, tem lugar a Sessão de Apresentação da Carta Arqueológica, na Junta de Freguesia de Abitureiras.

Por forma a fomentar o diálogo com a população, despertar consciências sobre a memória coletiva e identidade local, formar e sensibilizar para a preservação e salvaguarda patrimonial, o município de Santarém apresenta, à comunidade de Abitureiras, a sua Carta Arqueológica.

 

 sábado:

 Este sábado, dia 10 de novembro, às 16h00, a Igreja de Nossa Senhora de Marvila acolhe o Concerto de Órgão, que conta com a participação do Conservatório de Música de Santarém. FÓS – I Festival de Órgão de Santarém

 

Às 16h35, tem início o Passeio musical pelos Órgãos Históricos de Santarém, com um Concerto de Órgão, com a Escola Superior de Música de Lisboa, na Igreja da Misericórdia

 Às 17h10, tem lugar o Concerto de Órgão e Coro, com Inês Machado, no Órga?o, e com o Coro do Círculo Cultural Scalabitano, sob direção de António Matias, na Igreja de S. Nicolau.

Às 21h00, tem início o Concerto de Órgão e Orquestra, com André Ferreira, no Órgão,

Orquestra Bomtempo e Cesário Costa, na direção, na Igreja de Nossa Senhora de Marvila.

 

Às 16h00, tem lugar a Cerimónia de Entrega do Prémio Nacional de Poesia 2018 – Actor Mário Viegas, no Centro Cultural Regional de Santarém – Fórum Actor Mário Viegas. Nesta 4ª edição, o Prémio é atribuído a Nuno Figueiredo, poeta e escritor. A sessão conta ainda com leitura de poemas do vencedor e momento musical.

No mesmo dia é inaugurada a Exposição “O Sonho ao Poder”, que revisita a vida e obra do Actor Mário Viegas. Entrada livre. A Exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das15h30 às 18h30 e ao sábado, das 10h00 às 13h00.

 

Às 22h00 tem início a XV edição do Rock da Velha, na Música Velha, em Pernes, organizado pela Sociedade Recreativa Filarmónica Pernense, com a participação das bandas Wako e Purusha.

(Preço) 5 velhas

 

Às 22h00 têm início as comemorações do 86º Aniversário da Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira, com o Concerto com a Banda Índice, de Viseu, na Sede da Sociedade de Recreio e Educativa da Romeira. Entrada gratuita.

 

 

domingo:

 Este domingo, dia 11 de novembro, às 16h00, há Concerto de Órgão e Coro, com Tiago Ferreira, no Órgão, Coro Polifónico da Lapa, e Filipe Veríssimo, na direção, na Catedral de Santarém.

À mesma hora, a Peça de Teatro O Sonho do Soneca – Para crianças”, pelo Veto Teatro Oficina, sobe ao palco do Teatro Taborda – Círculo Cultural Scalabitano – CCS, integrada na Temporada de Outono do CCS.

Esse projeto visa estimular a mudança de práticas de atitudes e a formação de novos hábitos em relação à utilização dos recursos naturais, favorecendo a reflexão sobre os cuidados a ter com o nosso planeta.

Texto: Eliseu Raimundo | Encenação: Angelina Madeira e Eliseu Raimundo | Cenografia: Angelina Madeira e Francisco Cercas | Luz e Som: José Carlos Jordão | Elenco: António Júlio Santos, Eliseu Raimundo, Mena Caetano, Francisco Selqueira, Mário Marcos, Rafael Raimundo

 

 

A decorrer:

 Até dia 30 de novembro, visite a Mostra Bibliográfica “Dia Mundial do Cinema” – 05 de novembro, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

Até dia 30 de novembro, visite a Mostra Bibliográfica – Vamos (Re)ler… Júlio Dinis, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, DE segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00 e aos sábados, das 09h30 às 12h30.

 

Até dia 28 de dezembro, visite o Arquivo Histórico Municipal-Mostra Documental – “Falam documentos de outras eras” – Carta dos Privilégios do contrato do Tabaco, Sabão e Polvora, na Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 18h00.

 

Até dia 31 de dezembro, visite a ExposiçãoColeção de arte contemporânea ‘Manuela de Azevedo’”, na Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire. Patente de segunda a sexta-feira, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

De 01 de outubro a 31 de dezembro está em destaque trimestral uma obra da autoria de Francisco de Almada: “Casario”, Serigrafia a cores s/ papel, datada de 1983.

 

Até dia 06 de janeiro, visite a ExposiçãoSá da Bandeira – Filho da Vila. Pai da Cidade”, na Casa do Brasil. Patente das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, de terça-feira a sábado.

No ano em que se comemoram 150 anos da elevação de Santarém a cidade, a Casa do Brasil apresenta a exposição sobre a figura de Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo (1795-1876), 1.º Marquês de Sá da Bandeira, um dos responsáveis pelo novo estatuto jurídico da urbe.

A iniciativa, que conta com a colaboração da Academia Militar, além do apoio da família de Sá da Bandeira, pretende abordar a figura do Marquês, sob o ponto de vista do homem, do militar e do estadista, mas também do antiesclavagista, um dos aspetos porventura menos conhecidos deste multifacetado escababitano.

A exposição apresenta objetos pessoais, bibliografia diversa, artes plásticas (pintura, escultura e gravura), fotografia e numismática. Conta também com uma vertente multimédia, com a exibição de apresentações e filmes ligados ao contexto histórico e à vida e obra de Sá da Bandeira.

 

Em permanência:

Visite o Núcleo Museológico do Tempo – Torre das Cabaças, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, sob marcação através do telefone: 243 377 290 ou 912 578 970.

“Painel de azulejos que representa um mostruário de relógio com numeração romana e decoração figurativa dos ventos (éolos ou querubins azuis), nos quatro cantos da composição. É emoldurado por cercadura com decoração geometrizante e simétrica a azul, amarelo, verde e manganês e meios óvulos. O espaço interior é preenchido com uma representação do sol com seus raios em branco e amarelo sobre fundo azul, dividindo o círculo em vinte e quatro partes iguais”.

 Visite o Centro de Interpretação Urbi Scallabis – USCI, no Jardim Portas do Sol, de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15. Contato: tel.- 243 357 288.

Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de Interpretação Urbi Scallabis concilia, de forma harmoniosa, a dimensão turística e a vertente científica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e investigação.

A área expositiva oferece uma fácil abordagem no domínio inovador da interatividade, que lhe permite, à distância de um toque digital, identificar e localizar o valor do património arquitetónico, a riqueza da tumulária, a abundância da heráldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas desconhecem.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Cultura

0 0.00
Ir para Topo