A Câmara e a Feira

em Opinião

Bem andou a Câmara de Santarém em apoiar abertamente a Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo, 2018. Cartaz destacado num Concelho escasso em iniciativas e coxo de estratégias, quantas cidades na Europa gostariam de ter um certame desta natureza nas suas programações!? Alguns destes líderes políticos concelhios vivem na realidade, mas não vivem dela, que lhes passa, por incapacidade ou omissão, propositadamente ao lado. Embebedados com as suas próprias maquinações, que nada têm a ver com as nossas aspirações de votantes, habitam um outro mundo. Fazem-nos lembrar o programa da RTP-1, daquele senhora dos “Prós e Contras”, cujos participantes só têm a obrigação de serem polémicos, barafustando entre si, mas que nada acrescentam ao mundo real com que nos deparamos no dia-a-dia. E a nossa realidade de santarenos nem tem sido boa para vivermos, nem para educar filhos e netos, pois as pessoas, desmoralizadas pela inércia, abandonam a cidade. É ver, no quotidiano, comboios, autocarros e viaturas próprias, de manhãzinha, a abarrotarem de conterrâneos, em debandada, em busca da “bucha” noutras paragens. Regressando pela noitinha, acoitam-se no lar: a cidade tem, necessariamente, que lhes passar ao lado! Pouco lhes oferece. “Político”, na Grécia antiga, era o Homem virtuoso. Esses virtuosos consubstanciavam ideias para desenvolverem a “polis” (cidade) e eram honrados por isso. Hoje, ser-se político é um modo de vida, por vezes, um desenrascanço. Acreditamos, sempre, que a Democracia se cumpra, que a política deverá ser uma prática esforçada, com discernimento. Daí que, voltando à “vaca fria”, bem fez a Câmara em se deixar de “feirinhas cá de cima e feirinhas lá de baixo”. Conseguiram-se votos por essas birras, caçados aos “velhos do Restelo”, mostrando um retorno identitário, porém, desfasado no tempo e estúpido na concretização. E adivinhe-se, pelo andar desta carruagem governativa, o que seria a Feira, com esta dimensão, a ser organizada pelo staff da “feirinha cá de cima”!?…

Arnaldo Vasques

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Opinião

Cacharolete futebolístico

Os últimos tempos têm sido pródigos em acontecimentos no já prodigioso círculo

A noite do tempo?

Uma das reivindicações mais frementes do feminismo actual reside na do corpo.
0 0.00
Ir para Topo