Santarém – Oportunidades de financiamento para reabilitação urbana

em Economia

No âmbito do Programa “Portugal 2020”, o Instrumento Financeiro de Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU) organiza uma sessão de divulgação das oportunidades de financiamento, a 16 de janeiro, pelas 15 horas, no Teatro Sá da Bandeira em Santarém.

O IFRRU 2020 tem o objetivo de potenciar mais investimento, reunindo para o efeito “diversas fontes de financiamento, quer fundos europeus do PORTUGAL 2020, quer fundos provenientes de outras entidades como o Banco Europeu de Investimento e o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, conjugando-os com fundos da banca comercial”.

Desta forma, num único pedido de financiamento. o IFRRU 2020 apoia, “em condições mais favoráveis, o investimento na reabilitação urbana e na eficiência energética do imóvel a reabilitar, sem restrições na natureza da entidade que solicita o financiamento ou no uso a dar ao imóvel a reabilitar”.

De referir que, os pedidos podem ser apresentados junto da rede comercial dos bancos selecionados e em qualquer momento, sem fases prévias dos pedidos de financiamento e sem limites ao número de pedidos.

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdtHqso6dsevvbm_m9nHHZdWJh9mO4S91cI9ByHgyhnODWybQ/viewform

Mais informação: http://www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/reabilitacao/ifrru/sessoes_divulgacao.html

Consulte aqui o folheto síntese: http://www.portaldahabitacao.pt/opencms/export/sites/portal/pt/portal/reabilitacao/ifrru/documentos/Folheto_IFRRU2020.pdf

 

1 Comment

  1. Realmemte é muito interessante e é bem-vindo, porém estes incentivos só ajudam quem têm o dinheiro para iniciar o projecto quem não têm chucha no dedo e 99,9% dos senhorios estão falidos devidos as dezenas de anos consecutivos de uma má política exercida em Portugal que devido as rendas congeladas e a falta de proteção aos senhorios fizeram com que a maioria dos imóveis classificados chegassem a um grande estado de degradaçao e sem qualquer hipótese de habitabilidade. Quanto aos empreiteiros recomendados para o efeito pela autarquia na recuperação dos imóveis classificados, ficam já a saber que a maioria deles levam mais do tlipro do valor das pequenas empresas e não garantem melhores trabalhos ou garantias de um serviço bem feito, basta ver as pinturas feitas por algumas empresas empreiteiras que em poucos anos os edificios começam a descascarem e apresentarem problemas de humidades graves. Os senhorios ficam na sua maioria com um mau trabalho feito por aqueles que se dizem profissionais.
    Na rua dos correios em Santarém vê-se claramente esses resultados alguns dos prédios a pintura começou a degradar em menos de 3 anos, com um mau serviço perde-se os senhorios e a própriacidade pois quem faz este tipo de obras fica com dívidas durante anos a “Banca” e já não se pode meter-se noutra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*