Região de Santarém triplicou valor das exportações para Marrocos

em Economia
Sabia que no ano de 2015 a região de Santarém triplicou o valor da sua exportação para o mercado marroquino? A conclusão é de um estudo de mercado que a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém elaborou e que conclui que o potencial de exportação dos produtos da região para Marrocos tem vindo a aumentar.
Os estudos, realizados no âmbito do Exportintelligence, projeto de promoção da exportação das empresas da região dinamizado pela associação empresarial, apresenta ainda os 70 produtos da região com maior potencial de exportação, que se encontram divididos no documento em 15 secções.

A secção que apresenta maior potencial de incremento das exportações é a secção VII – Plástico e suas obras; borracha e suas obras, tendo sido identificados 10 produtos onde o mercado de destino representa 375 milhões de euros de importações, com destaque para o potencial de mercado do polietileno de densidade inferior a 0,94 com um mercado potencial de 165 milhões.

Também os produtos das indústrias químicas ou das indústrias conexas – a secção VI – são apontados no estudo com grande potencial de aumento de vendas. Esta secção indica 7 produtos, que representam um potencial de mercado de 108 milhões de euros, com destaque para os inseticidas que representam um potencial de mercado de 48 milhões de euros.

No pódio está também a secção VIII – Peles, couros, peles com pêlo e obras destas matérias; artigos de correeiro ou de seleiro; artigos de viagem, bolsas e artefactos semelhantes; obras de tripa. Desta secção foram identificados 8 produtos que representam um potencial de mercado de 110 milhões de euros, sendo que apenas um produto não é da secção a dois dígitos – Peles, exceto peles com pelo, e couros. Em termos dos países fornecedores dos países selecionados, de notar que em todos eles o top 5 é ocupado quase exclusivamente por países europeus. Tal como acontece nas restantes secções, Espanha e França voltam a ser dos principais fornecedores, com Portugal a aparecer no top 5 em quatro produtos.

Destaque ainda para a secção XV – Metais comuns e suas obras, com 6 produtos, XVI – Máquinas e aparelhos, material elétrico, e suas partes; aparelhos de gravação ou de reprodução de som, aparelhos de gravação ou de reprodução de imagens e de som em televisão, e suas partes e acessórios, com 8 produtos e XX – Mercadorias e produtos diversos, com 3 produtos todas com valores acima dos 100 milhões de euros e que em conjunto representam mais de 50% do valor total de mercado potencial. O valor do potencial de mercado dos produtos identificados é de 1.837 milhões de euros.

Paralelamente a este relatório de apresentação dos principais produtos do Ribatejo com potencial de exportação para Marrocos, a NERSANT tem ainda disponível um outro documento, realizado ao abrigo do mesmo projeto, que apresenta o país, suas relações económicas e comerciais, comércio internacional e caráter fiscal, e ainda os procedimentos necessários para a exportação para este país, nomeadamente regulamentação, restrições específicas, documentação e certificações / vistorias necessárias, principais custos associados à exportação, requisitos de embalagem e rotulagem e ainda regime pautal de Marrocos. Em suma, um verdadeiro manancial de informação disponível para apoiar a exportação das empresas para este país.

Os interessados em exportar para Marrocos ou simplesmente em aceder à informação sobre este mercado, poderão solicitar a documentação ao Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Economia

0 0.00
Ir para Topo