Campónio Startup ribatejana quer levar consumidores à produção agrícola

em Economia

A Campónio é uma das startups saídas do concurso de ideias dinamizado pela Nersant. esta empresa está sediada na Startup Santarém e foi oficialmente criada em fevereiro deste ano. A proposta de serviços é simples: proporcionais aos interessados uma experiência de ir ao campo ver como se produzem os alimentos e contatar diretamente com agricultores e produtores locais. Os clientes indicam qual o local onde querem ter a experiência de serem “campónios” por um dia e quando o querem fazer e o que pretendem experimentar. Depois a Campónio trata de organizar a experiência que acompanha a produção dos produtos do campo, desde a sua origem, à colheita, até à sua confeção. “A criação do Campónio surge da necessidade de muitas pessoas, particularmente nos centros urbanos, conhecerem a verdadeira origem dos produtos que consomem diariamente. Essa aquisição de conhecimento é realizada através de experiências diretamente com os principais intervenientes do campo – os produtores e agricultores locais – e inclui visita às produções agrícolas, workshops práticos, experiências de colheita e degustação/almoço nas próprias produções agrícolas” diz Estêvão Anacleto, fundador do Campónio. O empresário é licenciado em Engenharia do Ambiente e teve a ideia de criar esta plataforma para que qualquer pessoa possa conhecer como surgem os alimentos.

“Acreditamos que temos um produto diferenciador, tanto para o mercado nacional como internacional. Cada vez mais se torna importante conhecer a origem dos alimentos que consumimos diariamente, as pessoas devem estar informadas, devem conhecer quem produz, como é produzido e como chega à nossa mesa, esta é a base do crescimento que se tem verificado no consumo de alimentos saudáveis e na introdução de dietas que potenciam estilos de vida saudáveis”, acrescenta o fundador da Campónio.

Experiências

– conhecer uma exploração de Framboesas;

– ver como se criam morangos suspensos;

– visitar uma exploração de ervas aromáticas biológicas;

– ver como se produzem caracóis em estufa;

– conhecer os processos inerentes a uma quinta biológica;

– participar na elaboração de cerveja artesanal;

– conhecer como se plantam hortaliças sem solo;

– fazer um passeio de barco no Tejo até à quinta

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Economia

0 0.00
Ir para Topo