Semana da Ascensão – Fado e toiros em força reforçam identidade da Chamusca

em Cultura

Está a chegar mais uma edição da Semana da Ascensão na Chamusca. A festa transborda largamente as fronteiras do concelho e é uma das maiores festas tipicamente ribatejanas, com tradição taurina bem arreigada e muito fado. Sempre assim foi e há alguns para cá tem sido mais. A autarquia, que coordena a organização do evento, apostou em fazer do concelho “o coração do Ribatejo”, aliando a isso duas grandes marcas da região e desta vila: os toiros e o fado. Por isso, o programa da Semana da Ascensão deste ano é ainda mais marcadamente voltado para estas duas vertentes, com duas corridas de toiros, muitas entradas e largadas de toiros e vacadas, e no cartaz musical predomina o fado com concertos significativos: desde logo Jorge Fernando (dia 28), a comemorar 50 anos de carreira e um dos grandes compositores e intérpretes de fado em Portugal; há também Cuca Roseta (dia 27) e João Chora, um filho da terra a comemorar 30 anos de carreira (dia 25).
Mas nem só do palco principal vive o fado na Chamusca. Há a Tasca do Fado, instalada no antigo Centro Regional de Artesanato, a Tasca do Fado, do projeto AmaFado, é um cantinho de paz dentro do bulício da festa. aqui vai poder ouvir nomes grandes do chamado fado lisboeta como Maria Amélia Proença, Ana Sofia Varela, mas também nomes que menos conhecidos do grande público têm já o seu público, como Buba Espinho (que já acompanhou António Zambujo em modinhas alentejanas), ou ainda nomes do fado da Chamusca como Silvina de Sá, Artur Simões, Raúl Caldeira, o inevitável Manuel João Ferreira, entre outros. Vale a pena passar por aqui, nem que seja uma noite, para descansar o espírito e sentir como é castiço o fado no Ribatejo, cantado a capella, com pouca luz, um copo de tinto e petiscos.
Na área taurina, a associação Eh Toiro assumiu as rédeas dos eventos relacionados com as entradas e largadas de toiros, que decorrem na Rua Miguel Bombardam uma paralela à estrada principal da vila e que desemboca no largo Vasco da Gama onde está o recinto vedado onde se pode brincar com os toiros. Fica também a cargo desta associação a organização da grande entrada de toiros em Quinta-Feira de Ascensão, o evento desta Semana que atrai mais gente à vila. A responsabilidade é grande para que tudo corra bem, e começa na escolha dos toiros que vão ser largados nas ruas, assim como com todas as questões de segurança ao longo das ruas e com o correto encaminhamento dos animais para a praça de toiros pelos campinos e cavaleiros. As corridas de toiros também ganharam novo fôlego e maior diversidade de programas com a parceria entre Santa Casa da Misericórdia, dona da praça, a Câmara Municipal e o empresário Paulo Pessoa de Carvalho, responsável pelos espetáculos taurinos aqui realizados.
A Ascensão também é apanha da espiga e esta tradição realiza-se este ano um pouco mais tarde (às 12h30), já depois da entrada de toiros, com uma comitiva de convivas a fazerem a recolha da espiga em vários pontos da vila, rumando depois ao almoço com animação musical.
Para se orientar entre os vários recintos da festa, tenha como referência o palco principal, instalado junto à Câmara Municipal. No Jardim sobranceiro e no largo junto à Câmara tem os stands institucionais. Mais acima fica a zona dos bares e o Palco Juventude, onde se realizam os concertos secundários. No seguimento do largo em frente Câmara, fica o Páteo Ascensão onde encontra restaurantes, alguns stands, tabernas típicas e um tentadero para as vacadas, além de um palco para folclore e apontamentos de fado. Mais à frente, no Jardim do Coreto, encontra a tenda da Feira Social, uma iniciativa que se realiza pelo segundo ano e que é uma mostra do que sabem e podem fazer as instituições sociais do concelho, onde existem stands e um palco com programação própria. Logo a seguir, encontra o Largo Vasco da Gama, junto à Biblioteca, onde está a zona das largadas e picarias. Na rua em frente é onde acontecem as entradas de toiros, à tarde e de madrugada, e aqui ficam instaladas várias tascas/tabernas típicas.

Cartaz

Concertos
PALCO ASCENSÃO (principal)
20 de maio
Aurea

21 de maio
Átoa

22 de maio
Sociedade Musical de Instrução Musical da Carregueira

23 de maio
Fernando Daniel (vencedor The Voice da RTP)
24 de maio (véspera de feriado)
Diogo Piçarra
25 de maio
João Chora comemora 30 anos de carreira com grande concerto

26 de maio
Cuca Roseta

27 de maio
Luís Represas

28 de maio
Jorge Fernando

PALCO JUVENTUDE
20 de maio
Banda Sompá’Tudo

21 de maio
Redwine Rock’s

22 de maio
Banda Gang

23 de maio
Subversive e Drivingwest
24 de maio
Bandalheira

25 de maio
Crossfire Blues Band

26 de maio
Bezourinhos del Ferdinand

27 de maio
Deejokers

Fado
TASCA DO FADO
(em frente à Câmara no Centro Regional de Artesanato)

20 de maio
Ana Sofia Varela, Matilde Cid, e Casimira Alves

21 de maio
Silvina de Sá, Artur Simões e Raúl Caldeira

24 de maio
Tiago Silva e amigos convidam Manuel João Ferreira

25 de maio
Duarte, Buba Espinho e João Pombinho

26 de maio
Emília Reis

27 de maio
Maria Amélia Proença

Toiros
20 de maio
18h – Entrada e largada de toiros na Rua Miguel Bombarda até ao Largo Vasco da Gama, junto à biblioteca

00h – Encierro e largada de toiros na manga que fica situada junto à bibioteca. Às 1h30 há Vacada no Páteo Ascensão

21 de maio
17h30 – Corrida de toiros com os cavaleiros Rui Salvador, Tito Semedo, Ana Batista, António Brito Paes, David Gomes e Parreirita Cigano. Pegam os Forcados Amadores de Coruche e Chamusca, capitaneados por José Tomás e Nuno Marecos respetivamente. Toiros da Ganadaria São Torcato.

18h- Bezerros para crianças no Páteo Ascensão

22 de maio
21h – Vacada para crianças no Páteo Ascensão e atuação do grupo “Os Laranjinhas”

23 de maio
00h -Encierro e largada de toiros, desencierro pelas 02h

24 de maio
9h30 e 14h30 – Workshop taurino infantil
00h – Encierro e largada
01h30 – Vacada no Páteo com atuação de Las Rocieras e e Sons da Lezíria

25 de maio
12h – Grande entrada de toiros na rua principal da vila, com 4 toiros em pontas. Aconselha-se a chegar cedo e a procurar lugar junto de um atrelado ou camião que vão estar distribuídos pelas bermas da estrada.Antes da entrada há animação pelas ruas com Xaral Dixie’s, Vitória Ensemble e Sociedade Filarmónica da Carregueira

17h30 – Corrida de toiros da 5ª Feira da Ascensão com os cavaleiros Filipe Gonçalves, João Maria Branco e o matador Paco Velásquez. Pegam os Forcados Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca, capitaneados por Nuno Marecos e Pedro Coelho dos Reis. Toiros da Ganadaria Manuel Veiga.

18h30 – Vacada no Páteo
21h – Demonstração da preparação de um cavalo para corrida de toiros no Páteo Ascensão

26 de maio
00h- Largada de toiros e às 1h30 há Vacada no Páteo Ascensão

27 de maio
15h – Colóquio taurino no Páteo Ascensão
18h – Entrada e largada de toiros
00h – Encierro e Largada de toiros. Às 01h30 há vacada no Páteo com atuação das sevilhanas Alma Flamenca e Fiesta Lusa

28 de maio
17h – Solta de vacas na manga das largadas
19h- Solta de toiros na manga

Feira Social
20 de maio
21h30 – Danças seniores e baile à moda antiga

21 de maio
17h – Grupo de Danças e Cantares da Chamusca e Ribatejo
18h – Sevilhanas
21h30 – Grupo Chouto Anima e baile popular

22 de maio
15h – Toca p’ra Diante, ChamuscArte, Desgarrada, Coro Convivio IPSS’s no cine-teatro
21h30 – fado humorístico

23 de maio
21h30 – Dj Pedro Galinha

24 de maio
15h – Matiné Sénior e festa glow
21h30 – Marchinha do Botequim

25 de maio
10h30 – Animação com concertinas
18h- Arraial popular com Chamusika Band
20h- Baile popular

26 de maio
121h30 – Chamúsika Band

27 de maio
17h30 – Dança Sénior com Casulme
21h30 – Acordatecla

28 de maio
17h30- Música com Universidade Sénior da Chamusca

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Cultura

0 0.00
Ir para Topo