AmaFado prepara novidades nas noites de Fado Tradicional na Chamusca

em Cultura

As noites de Fado Tradicional que acontecem sempre depois dos principais concertos da Ascensão, na designada Tasca do Fado na Chamusca, instalada no antigo Centro Regional de Artesanato, são uma organização da AmaFado, uma espécie de parceria informal entre dois amigos, Tiago Silva e André Ferreira. Tiago é músico de Fado (violista) em Lisboa há vários anos, já com carreira feita no panorama musical atual. Nunca deixou de tocar na sua terra e acompanha, por exemplo, Manuel João Ferreira, um dos nomes do fado chamusquense. André Ferreira é filho precisamente de Manuel João Ferreira, amigos de infância, desde pequeno que viveu neste meio. Ficou em 2º lugar na Grande Noite de Fado de Lisboa com apenas 9 anos e desde aí sempre teve no fado uma forma de vida. “O meu grande momento foi estar ao colo de Amália Rodrigues para receber a taça. Desde aí percebi que o meu destino era ser do Fado”, afirma André Ferreira. Hoje ele é empresário do seu pai, organiza várias noites de fado um pouco por todo o País. Da experiência destes dois jovens chamusquenses, e do desafio lançado pela presidência de Paulo Queimado para que fizessem “algo” de diferente nas noites de Fado da Ascensão, nasceu o projeto “AmaFado”. Ao André Ferreira cabe mais a tarefa de organizar toda a logística do espaço da Tasca do Fado. A Tiago Silva cabe a gestão artística, na base dessa gestão está a amizade que tem com todos os artistas convidados. Da junção dos dois e de mais amigos e família nasce o ambiente acolhedor da Tasca do Fado, onde se pode ouvir fado à luz baixa, sem aparelhos sonoros e com algumas interpretações surpresa que vão surgindo durante a noite.
Este ano, a programação é organizada por noites temáticas, sempre a partir da meia-noite, e mantém-se o apontamento musical de Fado na zona dos restaurantes, uma forma encontrada para não só animar esta zona à hora de jantar como também para chamar pessoas para a Tasca do Fado. A acompanhar a música há sempre petiscos e boa bebida, amor a este género musical e ao ambiente da Semana da Ascensão. A programação em detalhe pode vê-la nas páginas anteriores mas destacamos este ano a noite de quarta-feira, dia 24, véspera de feriado, em que o músico Tiago Silva convida músicos de outras áreas musicais com quem tem trabalhado e também o amigo Manuel João Ferreira para cantar com os mesmos. Há também uma noite com uma grande senhora do Fado, Maria Amélia Proença.
“Quisemos recriar o ambiente das tascas antigas, um pouco dos serões que já se faziam durante a Semana da Ascensão e que agora ganharam outro destaque”, frisa André Ferreira, adiantando que, para o ano, o objetivo é de colocar aqui mesas e cadeiras de madeira para tornar o ambiente mais típico. Para Tiago Silva o mais importante é o respeito pelo Fado e pelas suas gentes, músicos, cantores e poetas.

Deixar uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Cultura

0 0.00
Ir para Topo