Terminal de Riachos vai ter novo acesso à A23

em Economia

O primeiro-ministro António Costa e ministro do Planeamento estão hoje em Riachos (Torres Novas), para anunciarem o Plano de Valorização de Áreas Empresariais, que consiste num investimento de 180 milhões de euros, feito pela Infraestruturas de Portugal, para construir 12 novos acessos rodoviários entre áreas industriais prioritárias e os principais eixos rodoviários mais próximos, assim como para melhorar as infraestruturas existentes nalgumas destas zonas e parques empresariais.

Os governantes visitam as instalações da MSC, a segunda maior operadora mundial de carga de contentores por via marítima, que gere um porto seco em Riachos/Entroncamento, próximo do multimodal do Vale do Tejo. Nesta zona, a estrada a construir vai ligar a Zona Industrial de Riachos e a A23, com duas opções em aberto: a construção de uma nova via que faça a ligação da zona de Riachos ao nó da A23 do Entroncamento (E.Leclerc); ou a segunda que prevê a requalificação da ligação de Riachos à A23 em Torres Novas, com a abertura de uma ligação entre a zona industrial de Riachos e a zona industrial do Entroncamento. O plano fala de uma extensão de 7,3km e de um investimento de 8,35 milhões de euros.

Ainda na nossa região, está prevista a melhoria da EN 114 entre o nó da A15 e a zona industrial de Rio Maior, numa extensão de 2,4 km e de um investimento de 2,4 milhões de euros. Esta é aliás uma obra considerada prioritária para o executivo da Câmara de Rio Maior porque se trata do principal acesso da A15 à cidade.

A maior parte do investimento fica a cargo do orçamento da Infraestruturas de Portugal (108 milhões de euros) e diz respeito à criação das novas vias. O restante, cerca de 78 milhões de euros, é para investir na criação e expansão de áreas empresariais e esta parte do bolo será financiada em 85% por fundos comunitários e pelas autarquias onde forem feitas estas obras.

Deixar uma resposta

Ultima de Economia

0 0.00
Ir para Topo