páginas de topo

Câmara de Abrantes reclama conclusão do IC9 e uma nova ponte sobre o Tejo

A presidente da câmara de Abrantes reclama a inclusão da conclusão do troço do Itinerário Complementar 9 (IC9), Abrantes – Ponte de Sor, e uma nova travessia sobre o rio Tejo, manifestando estranheza pelo facto de não estarem inscritas no relatório final de infraestruturas de elevado valor acrescentado da Estradas de Portugal (EP), conhecido na passada semana.

Maria do Céu Albuquerque lamenta que este investimento fundamental para a região seja agora retirado das prioridades nacionais.

O projeto foi suspenso em 2010 devido à crise económica e financeira, embora se mantivesse no PNR – Plano Rodoviário Nacional, sendo, portanto, de interesse nacional. A Câmara de Abrantes expressou junto dos dois últimos governos a preocupação da autarquia e da empresa Mitsubishi relativamente às consequências desta suspensão, particularmente na incidência no desenvolvimento de projetos empresariais que esta empresa exportadora, localizada no polo industrial do Tramagal, está a levar a efeito, envolvendo um grande investimento na área da indústria automóvel.

Os constrangimentos que existem hoje ao nível das acessibilidades dificultam a manutenção dos investimentos económicos na região, pelo que a autarca de Abrantes reitera veemente a importância deste eixo estruturante para o desenvolvimento do concelho de Abrantes, mas também de outros projetos empresariais nos concelhos vizinhos, como Constância (empresa Caima) e Ponte de Sor, mas também para o reforço da ligação ao concelho da Chamusca e a possibilidade de servir melhor a ligação á região da lezíria. Atendendo à situação financeira do país, o município de Abrantes renova a sugestão que tem vindo a apresentar às instâncias decisórias para que em alternativa à suspensão da construção do IC9, seja feita uma intervenção faseada, dando prioridade à construção de uma nova travessia sobre o Tejo, que ligue a A23 à margem sul e, numa segunda fase, a construção do Itinerário.

Acresce ainda que a Assembleia Municipal de Abrantes aprovou por unanimidade, no dia 7 de fevereiro, uma Moção que reclama ao grupo de trabalho que elaborou relatório final de infraestruturas de elevado valor acrescentado a inclusão, com carater de urgência, desta via fundamental para servir a região.

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Deixar uma resposta

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes