Uma visita guiada pelos artistas ao Parque de escultura da Barquinha (FOTOS E VÍDEO)

em Cultura/Destaque

[slideshow auto=”on” thumbs=”undefined”]

O parque de escultura contemporânea de Vila Nova da Barquinha será inaugurado na sexta-feira, dia 7, mas esta segunda-feira os jornalistas tiveram a oportunidade de fazer uma visita guiada e o privilégio de ouvir os artistas representados falarem das suas obras.

Pela primeira vez em Portugal, existe um parque de escultura onde se reúnem obras dos artistas mais representativos da escultura contemporânea portuguesa. O parque conta com 11 esculturas dos mais conceituados e artistas portugueses e pretende transformar a Barquinha num polo de atração turística e cultural no país.

Joana Vasconcelos, que fez furor com a recente exposição no Palácio de Versalhes, em Paris, sublinha que “este é o primeiro projeto de arte pública que há no país, pelo que é para mim um statement ficar associada a este projeto maravilhoso com uma peça que é para mim emblemática”. A artista recordou que esta peça foi concebida, há 17 anos, para a sua primeira instalação de arte pública, nos jardins da Casa de Serralves, tendo sido destruída após a exposição. “É pois uma peça pela qual tenho especial carinho”, disse a artista.

A visita percorreu uma a uma, todas as 11 obras representadas no parque, com os artistas a explicarem as suas obras  aos jornalistas.

O comissário artístico do Parque João Pinharanda disse que a escolha dos artistas representados partiu da ideia de criar um percurso histórico, cobrindo autores e obras cujo trabalho se desenvolveu da década de 60 até à atualidade, e como a história não para no futuro poderemos vir a ter outras obras aqui no parque”. Para já, o parque integra obras de Alberto Carneiro, Ângela Ferreira, Carlos Nogueira, Cristina Ataíde, Fernanda Fragateiro, Joana Vasconcelos, José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Xana e Zulmiro de Carvalho. À exceção de Carlos Nogueira, todos estes artistas estiveram presentes neste encontro com os jornalistas e falaram das suas obras.

As obras localizam-se nos sete hectares do Barquinha Parque, Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista 2007 na categoria “Espaços Exteriores de Uso Público”, da autoria da dupla de Arquitetos Paisagistas – Hipólito Bettencourt e Joana Sena Rego.

O diretor cultural da Fundação EDP José Manuel dos Santos sublinhou que “este parque de escultura é fruto de um projeto com pés e cabeça. Pretendemos que este seja um parque de excelência cultural. E a inauguração do parque de escultura é apenas a conclusão da primeira fase de um projeto que ainda tem muito por fazer, para potenciar as potencialidades deste parque”.

“O projeto está a ser desenvolvido em parceria entre a autarquia e a Fundação EDP e além do parque de esculturas será inaugurada uma série de equipamentos que permitem tematizar a vila da Barquinha em torno das artes”, disse Vítor Pombeiro, presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha.  O autarca acrescentou que este projeto inclui ainda uma galeria de exposições, uma loja, um posto de turismo, ateliês artísticos e uma residência temporária para artistas. Tudo isto em complemento dos espaços lúdicos para as crianças e os percursos ribeirinhos, num parque enquadrado numa envolvente natural de rara beleza, a escassos metros do Rio Tejo.

O objetivo estratégico da Câmara da Barquinha “é conjugar este projeto com o Castelo de Almourol, um dos monumentos mais visitados da região, sem que a visita seja associada pelas pessoas a Vila Nova da Barquinha que, desta forma pouco ou nenhum benefício retira da existência deste monumento”, afirma o presidente da Câmara. Desta forma, “o parque de esculturas constitui um novo pólo de atração para as pessoas que visitam o castelo e que poderão agora passar pela vila, com reflexos para a economia local”, sublinha Vítor Pombeiro.

A Câmara de Vila Nova da Barquinha investiu cerca de 2,2 milhões de euros no Parque de Escultura Contemporânea ao ar livre, localizado no aprazível espaço do Parque Ribeirinho, que ganhou o prémio nacional de arquitetura paisagística em 2007. O projeto é financiado a 80% pelo POR- programa operacional da região Centro através do programa “Política de Cidades – parcerias para a regeneração urbana”, e conta ainda com o apoio mecenático da Fundação EDP.

A inauguração do parque de escultura contemporânea Almourol, em Vila Nova da Barquinha, está marcada para dia 6 de Julho pelas 19h00, em cerimónia presidida pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Ultima de Cultura

0 0.00
Ir para Topo